Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Operação ‘Mato Verde’ apreende mais de 12 kg de drogas e prende cinco suspeitos

No momento da prisão os suspeitos tentaram despistar os policiais colocando louvores evangélicos. A casa segundo a polícia servia como ponto de venda e distribuidora de drogas

Quatro dos cinco envolvidos com tráfico, presos pela Operação Mato Verde

Quatro dos cinco envolvidos com tráfico, presos pela Operação Mato Verde (Márcio Silva)

A Operação ‘Mato Verde’ apreendeu mais de 12 kg de maconha hidropônica e 300 gramas de cocaína e prendeu cinco suspeitos, na rua 11, Conjunto Hiléia, Zona Oeste de Manaus, na tarde desta sexta-feira (3).

A operação foi comandada pela "equipe Esquilo" do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que após dois meses de investigação conseguiram prender: Maicon Doglas da Silva, 22, Kirk da Silva Lima, 22, Michele Ketlen da Silva, 22, e Maria Ruth dos Santos, 55, e um usuário de drogas que não teve o nome revelado.

Segundo a polícia, parte da droga estava na casa de Michele e a maior quantidade estava escondida dentro de uma mala, embaixo da cama, na casa de dona Maria Ruth.

As duas alegaram na delegacia que a droga não pertencia a elas. Michele que tem uma filha de três anos, no momento da prisão chegou a dizer a polícia que na casa funcionava uma célula e que ela pertencia a uma igreja evangélica e que não tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

Já dona Maria Ruth, disse que um homem havia deixado a mala na casa dela. O homem de quem ela fala é o marido de Michele, que segundo a polícia foi visto fugindo da casa, com uma sacola.

Segundo a delegada titular do 19º DIP, Suely Costa, o homem conseguiu fugir com uma parte da droga.

“Nossas investigações revelaram que as casas serviam como ponte de vendas e como uma distribuidora de drogas para várias partes da cidade, e estamos certos de que conseguimos desarticular pelo menos um pouco o tráfico nessa região”, destacou.

Os investigadores informaram ainda que no momento da prisão os suspeitos tentaram despistar os policiais colocando louvores evangélicos e dizendo que na casa funcionava uma célula.

“Não caímos nessa história, porque as nossas investigações já haviam detectado os envolvidos, infelizmente um conseguiu fugir, mas ele será capturado”, salientou Suely.