Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Operação Lei Seca vem sendo bem-sucedida durante Copa em Manaus, diz Detran-AM

Durante fiscalização da Lei Seca na Copa do Mundo, fato curioso foi a detenção de quatro condutores estrangeiros dirigindo pelas ruas da cidade embriagados

Dados foram divulgados pelo diretor-presidente do órgão, Leonel Feitoza

Dados foram divulgados pelo diretor-presidente do órgão, Leonel Feitoza (J. Renato Queiroz)

Nos onze primeiros dias da operação de fiscalização da Lei Seca durante a Copa do Mundo, 340 motoristas foram flagrados dirigindo alcoolizados. Entre os condutores infratores, quatro eram turistas estrangeiros.

Somente no primeiro jogo da Seleção brasileira, 117 motoristas foram autuados por embriaguez ao volante. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (23) pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM).

Para o diretor-presidente do órgão, Leonel Feitoza, o número é preocupante e "acendeu um alerta" devido ao risco de acidentes graves, provocados pela mistura de direção, bebidas alcoólicas e imprudência no trânsito da cidade.

Para reduzir as estatísticas, o órgão intensificou o trabalho de educação no trânsito em vários pontos da cidade onde há concentração de torcedores, e o resultado foi que, na última partida, entre Portugal e Estados Unidos, foram registrados apenas 13 casos de embriaguez ao volante.

"Considero que Manaus está sendo referência em organização, e no trânsito não poderia ser diferente", disse Leonel Feitoza.

O diretor do Detran lembrou que nenhum acidente com vítimas foi registrado e, os que houveram, não foram motivados pelo uso de álcool.

Isso, segundo ele, deve-se à conscientização da população, que entendeu que a combinação de álcool e direção só gera problemas.

"É um trabalho difícil e que tem sido realizado todos os dias, mas que tem tido resultado e os números podem comprovar", acrescentou Leonel Feitoza.

Turistas infratores

Segundo Leonel, para os turistas flagrados dirigindo alcoolizados, foi explicado que no Brasil há uma lei que proíbe dirigir depois de ingerir bebida alcoólica e que a punição é prisão. 

Ainda segundo Leonel, os quatro estrangeiros não ultrapassaram o limite estabelecido por lei, de 0,34 mg de álcool por litro de sangue, por isso não foram detidos. Todos acionaram amigos brasileiros para que dirigissem os veículos.

As locadoras dos veículos utilizados pelos turistas foram informadas sobre a situação para que, junto com as autoridades, informassem os visitantes sobre as leis brasileiras que vigoram no país.

"Aconteceram esses quatro casos isolados, mas o que temos visto é que os turistas e os próprios manauenses estão respeitando a cidade", explicou Leonel. Já na rodovia AM-010, onde o Detran também atuou, nenhum acidente foi registrado.