Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

“Morte de Oscar Cardoso foi por vingança”, afirma delegado

Delegado George Gomes afirmou que morte de ex-delegado tem a ver um estupro sofrido pela mulher do líder da FDN, 'João Branco'. O responsável pela 'Operação Hórus' também confirmou participação de sobrinha da vítima no crime

Polícia Civil declarou que morte foi motivada por vingança de facção criminosa comandada por traficante 'João Branco'

Polícia Civil declarou que morte foi motivada por vingança de facção criminosa comandada por traficante 'João Branco' (Antonio Menezes)

Em coletiva para a imprensa realizada nesta terça-feira (18) na Delegacia Geral de Polícia Civil, o delegado titular do 8º Distrito Integrado de Polícia, George Gomes, afirmou que a morte do ex-delegado Oscar Cardoso Filho, 61, ocorrida no dia 9, foi motivada por um estupro cometido por uma equipe do delegado, formado por outros ex-pms, contra a mulher do chefe da facção criminosa Família do Norte (FDN) João Pinto Carioca, o “João Branco”.

Após ser deflagrada a “Operação Hórus” nesta terça, onde a Polícia apresentaria um novo mandado de prisão contra João Branco, foi observado que o mesmo não se encontrava na cela. A Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) realizou uma recontagem dos internos durante a tarde e informou que o mesmo não foi encontrado no espaço do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). A Polícia Militar cercou a unidade e as buscas irão continuar nesta quarta (19). João Branco cumpre pena por tráfico de drogas. 

Segundo o delegado George Gomes, ainda não há informações oficiais sobre a fuga do líder da FDN, porém outros mandados de prisão, como o de Fábio Diego Matos de Oliveira, 27, o “Piu Piu”, e de Karine Cristine Pereira do Nacimento, sobrinha do delegado Oscar Cardoso, estão sendo cumpridos. A sobrinha do delegado é acusada de ter participado na morte fornecendo informações sobre a localização de Oscar no dia do crime.

Durante a Operação Hórus, o dono da locadora de veículos Macedo Rent a Car, Arlindo Jorge Teles Macedo, 51, foi preso após cumprimento de mandado de prisão em sua residência localizada avenida Coronel Teixeira, no condomínio residencial Ponta Negra 1, Zona Oeste da capital. Ele é acusado de ter alugado o veículo usado na execução do delegado Oscar Cardoso. O namorado da filha dele, que não teve o nome revelado, também foi detido.

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri e cumpriu-se na manhã desta terça-feira (18). Segundo a polícia, Arlindo alugou o veículo, um Grand Siena de cor branca r placa OAH -7732, para William Rocha Bezerra, 26, que também é acusado de estelionato. O carro foi abandonado após ser incendiado pelos atiradores do delegado em um ramal da Zona Leste, um dia após o crime. 

Há indícios que o empresário tenha alugado mais de 50 veículos a William, mas os veículos teriam sido vendidos pelo estelionatário. Destes, 45 veículos foram recuperados pela empresa e um queimado após a morte do delegado. A advogada e filha do empresário, Ana Caroline, confirmou a versão apresentada pela polícia.

Operação Hórus

Por volta das 6h, a Polícia Civil do Amazonas deflagrou a operação “Hórus” com a finalidade de combater o tráfico de drogas, o crime organizado, homicídio e o chamado “Golpe do Seguro”, ocorridos em Manaus. Participaram da operação 150 Policiais Civis, entre delegados, investigadores, escrivães e peritos, com o apoio de integrantes do grupo Força Especial de Resgate e Assalto (FERA).

Durante a operação foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão temporária, expedidos nesta segunda-feira (17) pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Juri. Faltam serem cumpridos três mandados de prisão temporária.

Até o momento, foram presos por mandado de prisão temporária Arlindo Jorge Teles Macedo, 51; Rodrigo Barbosa Maia (estagiário de Direito e genro de Arlindo), 22; Alessandro Ramos Cardial, 23; e Luciano da Silva Barbosa (filho do traficante Zé Roberto). Entre os presos em flagrante estão Rosenildo Cordeiro Damasceno Júnior, 33, e Dione da Silva Freitas, 26.

*Colaboraram os repórteres Perla Soares, Jhonny Lima e Vinícius Leal