Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Policial militar tenta estuprar senhora e é preso em flagrante

A senhora de 53 anos tinha começado a abrir o bar em que trabalha quando o PM chegou para beber e começou a fazer insinuações, chegando a atacá-la

Localizado no bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus, o 15º DIP é uma das delegacias que terá o plantão reforçado

O caso foi registrado no 15º DIP, bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus (Arquivo A Crítica)

O policial militar Tude Oliveira Avelino, 49 anos, foi preso em flagrante quando tentava estuprar uma comerciante de 53 anos no bar em que ela trabalha, localizado na avenida Nepal, conjunto Nova Cidade, no bairro homônimo, Zona Norte de Manaus, por volta das 16h desta terça-feira (11). O caso só veio à tona na tarde desta quarta-feira (12).

De acordo com a vítima, que não terá seu nome revelado para preservar a sua imagem, o PM chegou ao estabelecimento para beber no momento em que ela abria e organizava o bar. Ele se sentou e pediu uma cerveja, a comerciante o serviu e na segunda dose da bebida, o policial começou a fazer insinuações à mulher.

No depoimento da vítima, ela relatou que o PM disse que a cerveja o tinha estimulado e que queria fazer sexo com a mulher. Ele ainda falou como queria e os locais em que pretendia manter relações sexuais com ela, contrangendo-a.

Assustada. a vítima disfarçadamente ligou para a polícia e começou a tentar acalmar o homem, pedindo para que ele parasse de falar e de beber. Segundo a polícia, o homem estava determinado a consumir o ato e foi para cima da vítima, que até o momento do ataque ainda estava sozinha no bar.

Os policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) chegaram ao bar a tempo de evitar que a vítima fosse violentada. Tude foi levado ao 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde em depoimento não negou o ocorrido. Ele apenas alegou que, por conta da bebida, não tinha muita noção do que estava fazendo e não lembrava o que tinha acontecido.

A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que na delegacia não possível identificar o local onde o PM é lotado. Tude Oliveira foi indiciado por tentativa de estupro e o caso foi encaminhado à corregedoria da Polícia Militar.

Já a assessoria de de imprensa da Polícia Militar informou que o PM já foi afastado de suas funções e foi apresentado ao Batalhão de Guarda, onde está detido. Tude Oliveira já respondia anteriormente por uma ocorrência de crime militar.