Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Paralisação de peritos da Polícia Civil é cancelada, nesta quarta-feira (9)

Reunião com representantes do governo resultou na retomada das negociações sobre o reajuste salarial; até que haja uma decisão, porém, a categoria continua trabalhando em regime de manifestação

Assembleia geral dos peritos, no IML, decidiu por greve imediata

Peritos da PC na última segunda (7), quando decidiram pelo regime de manifestação (Antônio Menezes)

Membros do corpo de peritos técnicos da Polícia Civil do Amazonas estiveram reunidos, na manhã desta quarta (9), com representantes do governo na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam). Eles exigiam a equiparação salarial da categoria com os demais quadros da PC, após terem sido excluídos da reestruturação do órgão aprovada no último dia 3. Depois do encontro, a paralisação prevista para hoje foi cancelada.

Desde o último sábado (5), a categoria vem trabalhando em regime de manifestação, fazendo apenas trabalhos que estejam em rígido acordo com a lei (ou seja: com cenas do crime intactas e com a presença de um delegado para isolar a área e garantir o trabalho dos técnicos). Na segunda-feira (7), os peritos emitiram um alerta de paralisação, caso o governo não se dispusesse a retomar as negociações sobre o reajuste. Eles também exigem o cumprimento do Art. 3º da lei estadual 2875/04, que garante autonomia administrativa ao Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC).

Segundo a Associação dos Peritos Oficiais do Estado do Amazonas (Apoeam), as negociações foram retomadas e as propostas estão sendo analisadas pelo governo, mas o regime de manifestação continua até que haja uma decisão sobre o assunto.

Entenda o caso

As recentes manifestações dos peritos começaram na última quinta-feira (5), quando a classe ficou de fora do projeto de lei que previa a reestruturação da Polícia Civil, com reajustes salariais para os cargos de delegado, escrivão e perito, mas não falava nada sobre os peritos.

Além disso, a chamada "PEC da Perícia Técnica", que daria condição aos peritos de gerir o DPTC vinculados diretamente à Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), estava marcada para ser votada naquele dia e não foi, o que deixou os profissionais insatisfeitos.

Antes disso, em abril desse ano, o PORTAL ACRITICA.COM fez uma matéria sobre a situação precária em que se encontrava o Instituto de Criminalística (IC) da PC. Na época, os problemas iam desde laboratórios precários, falta de reagentes para realizar exames e equipamentos danificados jogados no chão a infiltrações e tomadas com defeitos.

A repercussão da matéria fez com que representantes do IC e do Instituto Médico Legal (IML), que funciona no mesmo complexo, reconheceram em coletiva de imprensa que o instituto passava por dificuldades, mas que reformas estavam sendo planejadas.