Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Terceiro tempo: Polícia Civil apresenta balanço das atividades durante a Copa em Manaus

Ao todo, 1.200 policiais civis atuaram nos atendimentos das delegacias localizadas em pontos estratégicos, em ações investigativas e de conscientização, voltados para a Copa do Mundo

Na Delegacia Geral, que fica em frente à Arena, foi montada a Delegacia Especializada em Grandes Eventos

Na Delegacia Geral, que fica em frente à Arena, foi montada a Delegacia Especializada em Grandes Eventos (Clóvis Miranda)

O Governo do Estado do Amazonas, por meio da Polícia Civil, realizou diversas ações durante os jogos da Copa do Mundo Fifa Brasil 2014™, na Arena da Amazônia Vivaldo Lima e na área da Ponta Negra, onde ainda permanecerá até o encerramento das programações da Fifa Fan Fest, visando segurança de turistas e moradores.

Ao todo, 1.200 policiais civis atuaram nos atendimentos das delegacias localizadas em pontos estratégicos, em ações investigativas e de conscientização, voltados para a Copa do Mundo. Delegados, investigadores e escrivães da instituição estiveram em alerta diário para atender as ocorrências.

Os peritos dos Institutos Médico Legal (IML), Criminalística (IC) e Identificação (II), também estiveram de prontidão para atender casos mais graves. Estes, no entanto, não chegaram a ser registrados.

Por todo o período da Copa do Mundo, equipes de plantão estarão atuando na Delegacia Móvel (DM), entregue no início de junho, e deslocada para a Ponta Negra, onde acompanha as ocorrências registradas nos eventos relacionados à FIFA Fan Fest e nas proximidades.

Para facilitar o atendimento dos turistas estrangeiros, voluntários bilíngues auxiliaram no registro das ocorrências na DM. Para reforçar a comunicação com os visitantes de outros países, foram distribuídos milhares de cartilhas com tradução para o inglês contendo informações úteis, como a localização das principais delegacias em Manaus, dicas de segurança e pontos turísticos da capital.

Desde o início dos trabalhos, 94 ocorrências foram registradas na Delegacia Móvel, a maioria por furto e perda de documentos. Na unidade também é oferecido à população o serviço de “Perdidos e Achados”.

Até na quarta-feira (25), 94 documentos foram encontrados, sendo que 23 foram devolvidos. Destes, 15 pertenciam a turistas estrangeiros. 

Os 71 documentos que ainda estão na Delegacia, vão permanecer na Unidade Móvel até o final da Copa do Mundo, no dia 13 de julho. Após esta data, todos os documentos encontrados que não tiverem sido reclamados pelos donos serão encaminhados à sede da Delegacia Geral de Polícia Civil, localizada na avenida Pedro Teixeira, nº 180, em frente ao Sambódromo. 

Arena da Amazônia

O principal palco da Copa do Mundo, em Manaus, também teve ações voltadas especialmente para os dias de jogos na cidade.  A cada partida, equipes estiveram de plantão e à paisana, observando possíveis alterações de segurança que pudessem comprometer a tranquilidade dos jogos. 

Em parceria com diversas entidades, os policiais civis atuaram ativamente na proteção aos juízes e delegações que passaram pela capital do Amazonas, por meio de equipes operacionais na Arena ou por meio do Núcleo de Proteção de Autoridades (NPA), responsável pelo deslocamento de atletas e juízes entre o aeroporto, hotéis e o estádio.

Na Delegacia Geral, que fica em frente à Arena, foi montada a Delegacia Especializada em Grandes Eventos, preparada para atender ocorrências de menor potencial ofensivo durante as partidas.

No local, policiais atenderam à população, não apenas no registro das ocorrências, mas também por meio de informações de utilidade pública e esclarecimentos aos turistas. Ao todo, apenas cinco ocorrências foram registradas nos quatro dias de jogos em Manaus. 

DIPs reforçados

As delegacias próximas aos principais pontos de interesse dos espectadores receberam reforço de efetivo durante os jogos. Delegacias das Zonas Sul, Leste, Oeste, Centro-Oeste e Centro-Sul foram preparadas para receber as ocorrências oriundas do Centro, Jorge Teixeira, Ponta Negra, Alvorada e Parque Dez de Novembro, onde os torcedores se reuniram em maior número. Nos dias de jogos do Brasil a mesma estratégia foi adotada, o que garantiu maior celeridade aos atendimentos nestes pontos.

As ocorrências destas áreas foram direcionadas, em sua maioria, para o 1º e 3º DIPs (Zona Sul), 14º DIP (Zona Leste), 19º DIP (Zona Oeste), 10º DIP (Centro-Oeste) e 12º DIP (Centro-Sul), visando a concentração de espectadores no Largo de São Sebastião, Avenida Itaúba, Ponta Negra, Alvorada e Conjunto Eldorado, respectivamente.

Na Delegacia Especializada de Crimes Contra o Turista, localizada no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, outras 67 ocorrências foram comunicadas.

Investigações

Além de todo reforço para cumprir seu papel de polícia judiciária, a Polícia Civil do Amazonas também manteve seu viés investigativo a serviço da população ao longo dos jogos em Manaus. 

A Polícia Civil realizou nos quatro dias de jogos em Manaus pela Copa do Mundo, ações de fiscalização visando combater o chamado “marketing de emboscada” no entorno da Arena da Amazônia Amadeu Teixeira.

A atuação da equipe, coordenada pela Delegada Maria Cristina Portugal, consistiu em identificar e abordar pessoas que estivessem vendendo produtos ou promovendo, de forma publicitária, marcas de empresas que não constam da lista de patrocinadores oficiais da Copa do Mundo, ou mesmo de patrocinadores oficiais que divulguem suas marcas fora dos locais pré-determinados em contrato.

Nos quatro dias em que a ação foi realizada, mais de 100 abordagens foram cumpridas. Apenas duas ocorrências policiais foram registradas em lojas onde foram encontrados produtos ofertados sem aval da Federação Internacional de Futebol Associado (Fifa).  

Os lojistas foram notificados a comparecer junto à autoridade policial para prestar esclarecimentos. Caso seja comprovada a irregularidade, os responsáveis pelas lojas podem ser autuados em conformidade com a Lei Geral da Copa, que proíbe a venda ou anúncio publicitário de produtos não licenciados pela entidade.

Já na Fifa Fan Fest, 18 policiais civis atuaram disfarçados para coibir furtos e uso de drogas no interior do espaço reservado. Ao todo, oito pessoas foram presas dando início a quatro ocorrências em flagrante, sendo três de furto e uma por porte de entorpecentes.

A atuação especial da Polícia Civil continuará até o encerramento da Copa do Mundo, garantindo segurança e tranquilidade aos espectadores amazonenses e visitantes na cidade.