Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Polícia prende em Boa Vista (RR) mais um suspeito pela morte do delegado Oscar Cardoso

Ronairon Moreira Negreiros foi capturado no aeroporto de Boa Vista (RR) enquanto tentava embarcar para Fortaleza (CE) utilizando documentos falsos. Segundo a polícia, ele tem participação direta na morte do delegado

fd

Ronairon responde a quatro processos na Justiça do Amazonas (Reprodução)

Um dos suspeitos de participar da morte do delegado Oscar Cardoso, 61, no último dia 9, foi preso na manhã desta segunda (24) no aeroporto de Boa Vista (RR). O traficante de droga Ronarion Moreira Negreiros tentava embarcar em um vôo com destino a Fortaleza (CE) usando documentos de falsos com o nome de André Moreira da Silva.

A informação foi confirmada pelo titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs), Paulo Martins. O delegado informou que Ronairon é o primeiro suspeito de ter participação direta na morte do delegado Oscar a ser preso pela polícia.

“Ele (Ronairon) foi reconhecido como sendo um dos homens que desceu do Gran Siena de cor branca e fez vários disparos contra o delegado”, disse Martins. O delegado informou ainda que a polícia já sabia que Ronarion  havia fugido para Boa Vista logo depois do crime.

Paulo Martins disse que entrou em contato com a polícia de Boa Vista informando as características físicas do criminoso e, nesta segunda, a polícia de lá o prendeu no aeroporto. Uma equipe de policiais da Dehs viajará para Boa Vista ainda na noite desta segunda para trazer o traficante Ronairon de volta para Manaus.

No site do Tribunal de Justiça do Amazonas, Ronairon é citado como réu em quatro processos, dois por tráfico de drogas, um por homicídio e outro por porte ilegal de arma. 

Assassinado

A morte do delegado Oscar Cardoso ocorreu no domingo 9 de março, quando quatro homens desceram armados de um carro Gran Siena e atiraram mais de 20 vezes contra ele. O delegado estava sentado, com o neto dele no colo, na rua onde morava, no bairro São Francisco, Zona Sul.

No dia 18 de março, nove dias depois, a Polícia Civil montou uma grande força-tarefa para prender suspeitos de matarem Oscar Cardoso e executar mandados de prisão por tráfico, crime organizado, homicídio e o chamado “Golpe do Seguro”.

O principal suspeito de mandar matar o delegado Oscar é o narcotraficante João Pinto Carioca, o “João Branco”, líder da facção criminosa Família do Norte (FDN), que conseguiu fugir de dentro do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), onde estava preso, no dia em que a polícia iria prendê-lo, dia 18.

A sobrinha do delegado Oscar, a estudante de Direito Karine Cristine Pereira do Nascimento, 20, também foi presa como suspeita de participar da morte do tio. Ela foi capturada em Santarém (PA) e namorava o irmão de Fábio Diego Matos de Oliveira, 27, o “Piu Piu”, traficante que também está foragido da polícia e é um dos braços direitos de “João Branco.