Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Polícia prende mulher suspeita de cometer mais de 10 estelionatos na Zona Norte de Manaus

Irenize Barata respondia por nove processos e estava em liberdade condicional desde o mês de março deste ano, segundo a Polícia ela faz parte de uma quadrilha que já enganou mais de 20 pessoas e embolsou mais de R$100 mil

Irenize Barata da Costa, 33, foi presa em cumprimento a dois mandados de prisão por estelionato

Irenize Barata da Costa, 33, foi presa em cumprimento a dois mandados de prisão por estelionato (Antônio Lima)

Irenize Barata da Costa, 33, foi presa em cumprimento a dois mandados de prisão por estelionato na manhã desta quarta-feira (18), dentro do Fórum Henoch Reis, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Segundo informações da assessoria de comunicação da Polícia Civil, a suspeita tinha ido ao Fórum participar de uma audiência relacionada a outro caso quando foi surpreendida com os mandados.

A Polícia Civil informo,u ainda, que Irenize é suspeita de ter realizado vários “Golpes da Baluda” - praticado em saída de bancos e loterias, onde ela deixava cair uma quantia de dinheiro propositalmente e quando a vítima tentava ajudar, era enganada e furtada.

O delegado adjunto Jone Clai Rodrigues informou que os golpes eram realizados principalmente na Zona Norte da capital, com a participação de outros três suspeitos: Francisco Lobo Filho, 40, Delmar Oliveira da Silva, 50, e Débora Galusso dos Santos, 19. 

Os três suspeitos ainda estão sendo procurados pela Polícia.

A jovem Débora Galusso (foto abaixo) tem em seu nome pelo menos 20 mandados de prisão pelo crime de estelionato, cometidos em Manaus e até na capital do Estado de Roraima.

Irenize já tinha sido presa no dia 18 de fevereiro deste ano e respondia por nove processos pelo crime de estelionato. Desde o dia 19 de março ela estava em liberdade condicional.

Ela foi apresentada no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e será encaminhada à Cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa, localizada no Centro de Manaus.