Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Polícia prende 'playboys do crime' que assaltaram taxista

Dos cinco suspeitos envolvidos - todos jovens de classe média - três são adolescentes e a única mulher do grupo, de 15 anos, está grávida

Polícia prende 'playboys do crime' que assaltaram taxista

Polícia prende 'playboys do crime' que assaltaram taxista (Evandro Seixas)

Jovens de classe média foram presos após assaltar um taxista na avenida Boulevard Álvaro Maia, próximo ao cemitério São João Batista, Zona Centro-Sul, na tarde desta terça-feira (28). Ele se intitulavam "playboys do crime" e se diziam filhos de autoridades, segundo a vítima

M.S.F.F. e G.R., menores de idade, entraram no táxi de Manoel de Jesus Amaral Cardoso, 49 anos, na avenida Djalma Batista, próximo ao shopping pedindo que os levasse até o Boulevard Álvaro Maia.

Ao chegarem ao local desejado, os jovens anunciaram o assalto, apontaram uma arma pra a cabeça do taxista e amarraram o braço esquerdo dele com um objeto semelhante a punho de rede, segundo relatos da vítima.

"Eles disseram que queriam o dinheiro e o carro, ooutro ficava mandando atirar, ('acaba logo com isso!'). Eu pensei 'já que vou morrer, vou pelo menos morrer tentando'", descreveu a cena Manoel.

O taxista chegou a brigar com um dos suspeitos para não morrer e conseguiu se soltar e sair do veículo, e pedir ajuda a um policial militar da Força Tática que estava na rua.

Soldado se tornou herói dos taxistas

O soldado R. Frazão já não estava mais de serviço, mas em sua motocicleta particular saiu em perseguição aos suspeitos que fugiram com o táxi e em outro veículo modelo Ecoesport, de cor vermelha, placas OAL 4234 que dava apoio aos suspeitos. 

No caminho um dos suspeitos, G.R., que estaria com a arma  saiu do veículo e pegou um micro-ônibus, o PM resolveu não ir atrás de apenas um e continuou a perseguição e chamou reforço. 

Prisão do grupo

O grupo foi abordado na avenida Belo Horizonte, bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul, próximo a uma clínica veterinária. 

Os PMs da 16ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) auxiliaram na prisão e encaminharam os suspeitos até o 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde os pais dos adolescentes compareceram para assinar um termo de compromisso e não quiseram falar com a impressa.

Apoio dos taxistas

Na delegacia estavam presentes quase trinta taxistas dando apoio ao colega. Eles afirmavam que não entendiam o que motivara os jovens a praticarem o crime, já que todos são jovens de classe média.

Um dos taxistas que não quis se identificar, afirmou que os jovens afirmaram que um era filho de policial e outro era neto de desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

O taxista Manoel disse que os suspeitos levaram o dinheiro que ele tinha no veículo, um valor de R$ 270 que não foram recuperados.

“Acredito que tenha ficado com o bandido que fugiu”, disse Manoel.

Até a publicação desta matéria, a delegada do 12º DIP, Fabíola Queiroz, disse que as informações estavam sendo levantadas e todos os procedimentos seriam tomados.