Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Polícia prende 'irmãos do tráfico' que vendiam drogas para alunos da escola Alda Barata, em Flores

A dupla foi presa no bairro Alvorada, vizinho ao bairro de Flores. De acordo policiais da Força Tarefa da SSP-AM, diversas denúncias contra os irmãos foram feitas ao programa Caravana da Cidadania

Além de tráfico e associação, Felipe “Salsicha” foi autuado por corrupção de menor, devido o irmão dele ainda ser adolescente

Além de tráfico e associação, Felipe “Salsicha” foi autuado por corrupção de menor, devido o irmão dele ainda ser adolescente (Divulgação)

A polícia prendeu na madrugada desta sexta-feira (6) dois irmãos suspeitos de comercializar entorpecentes nas proximidades da Escola Estadual Professora Alda Barata, localizada na rua Walter Belian, bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus. Felipe Junior, 19, conhecido como “Salsicha”, e o irmão dele, de 15 anos, foram presos em flagrante.

A dupla foi capturada por uma equipe da Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP) enquanto vendia drogas para um usuário na rua Loris Cordovil, no bairro Alvorada 1, vizinho ao bairro Flores. A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) ainda não confirmou se já foram registradas denúncias sobre alunos da Escola Alda Barata consumindo drogas.


Segundo a polícia, com os irmãos foram encontrados 36 tabletes de maconha hidropônica (maior potência de efeito psicoativo), 54 trouxinhas de cocaína, 58 pedras de oxi, material de embalo de droga e R$ 304 em espécie. A dupla, que não resistiu à prisão, estava sendo investigada há 10 dias pela Força Tarefa.

Levados à delegacia, ao 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP),os policiais verificaram que Felipe “Salsicha” já tinha sido preso por roubo. Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menor. O irmão dele, o adolescente, foi encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).