Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Policial militar e outros quatro suspeitos de tráfico são presos durante a operação 'Boreas'

As investigações, realizadas pela equipe do 27º Distrito Integrado de Polícia (DIP), começaram após denúncias anônimas das comunidades afetadas

Valdiza Alves da Silva, a “Val Colombiana”, uma das suspeitas presas nesta quinta-feira (8)

Valdiza Alves da Silva, a “Val Colombiana”, uma das suspeitas presas nesta quinta-feira (8) (Divulgação)

Na manhã desta quinta-feira (8), cinco pessoas, dentre elas um policial militar lotado na Corregedoria Geral Pública do Sistema de Segurança do Estado, foram presas por envolvimento com o tráfico de drogas na Zona Norte de Manaus.

As prisões foram resultado da operação “Boreas”, deflagrada por volta das 6h, após oito meses de investigações realizadas pela equipe do 27º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que cumpriu as diligências em conjunto com o Departamento de Polícia Metropolitana (DPM).

Ao todo, foram cumpridos cinco mandados de prisão e cinco de busca e apreensão, expedidos pela juíza Elza Vitória de Sá Peixoto Pereira, da 1ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute).

Lilia Alcântara de Carvalho, 36, foi presa na residência dela, situada na rua das Oliveiras, Comunidade Nossa Senhora de Fátima 1, bairro Novo Aleixo, Zona Norte da cidade. Eristony Fernandes de Sena, 42, o “Tom” (foto abaixo), por sua vez, foi preso na rua Manoel Amazonas, bairro Riacho Doce, também na Zona Norte. Segundo as investigações da Polícia, os dois são potenciais traficantes nas respectivas áreas onde moram.


Ladisney Pinheiro Campos, 42, o “Ladi”, foi encontrado na rua Guanabara, bairro Novo Reino 2, Zona Leste de Manaus. Além do envolvimento de “Ladi” com o tráfico de drogas, ele está sendo investigado por falsificação de moeda corrente.

Valdiza Alves da Silva, 61, conhecida como “Val Colombiana”, foi presa na rua 58, bairro Amazonino Mendes, Zona Norte da capital. As investigações dão indícios de que Valdiza seria narcotraficante por manter contato com traficantes da Bolívia. Com ela, foi apreendido um Prisma de cor preta e placas NOP – 1468, além de aproximadamente R$ 2,3 mil em espécie.

O policial militar Francisco Elizandro Dourado, 42, recebeu voz de prisão na sede do 27º DIP, no momento em que foi prestar esclarecimentos sobre a procedência de um revólver calibre 38, encontrado na residência dele durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão. Na ocasião, apenas a companheira de Francisco foi encontrada na casa dele. Ela foi conduzida à delegacia e liberada após prestar esclarecimentos.

Durante coletiva de imprensa realizada na tarde desta quinte-feira (8), na sede do 27º DIP, o Delegado Rodrigo Bona contou detalhes das investigações. “Após denúncias anônimas dos comunitários iniciamos as investigações. Utilizamos todos os meios legais para concluirmos os trabalhos, inclusive interceptações telefônicas”, frisou. 

Bona destacou ainda como o policial militar agia. “Francisco trabalhava na Corregedoria Geral do Sistema de Segurança há dez anos. As investigações confirmaram que ele utilizava o carro da corporação para transportar substâncias entorpecentes. Ele também estava sendo investigado por facilitar, algumas vezes, a fuga de traficantes durante cerco policial. Há também indícios do envolvimento dele na comercialização ilegal de armas”, declarou.

Após os trâmites legais realizados na sede do 27º DIP, Valdiza, Lilia, Eristony e Ladisney foram levados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão aguardar decisão da Justiça. Já Francisco Elizandro foi encaminhado ao Comando de Policiamento de Área (CPA), na Zona Norte, onde irá aguardar julgamento.