Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Ponte do São Jorge é reinaugurada nesta sexta (6)

Acesso ao bairro da Zona Oeste é normalizado após três meses de obras; agora, os dois sentidos estão liberados para receber os carros

Ponte liga o bairro à Zona Centro-Sul de Manaus

Ponte liga o bairro à Zona Centro-Sul de Manaus (Tácio de Melo/Divulgação)

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, reinaugurou, na manhã desta sexta-feira, 6, a ponte Engenheiro Lopes Braga, que liga a avenida Constantino Nery ao bairro São Jorge, na zona Oeste. Depois de três meses em obras, a ponte foi liberada e, em média, 2,7 mil veículos devem passar pelo local, apenas nas horas de pico. Com a reabertura, o canteiro central da avenida São Jorge, que foi utilizado como desvio dos veículos que trafegavam pela Ponte Arthur Bernardes, será fechado.  Agora, o tráfego fica normalizado em ambos os sentidos.

“Essa ponte vai desafogar muito o trânsito, até porque se liga ao nosso projeto do Bus Rapid System (BRS), na Constantino Nery, que acompanhará o fluxo da Engenheiro Lopes Braga. Essa é uma obra combinada com o Prosamim, do Governo do Estado, que vai retirar as famílias dessa localidade e dar novas moradias a elas. Até lá, pagamos o Aluguel Social, além de outros benefícios, para as famílias atingidas pelas alagações”, afirmou o prefeito.

Essa foi a primeira reforma da ponte, desde sua fundação em 1952. Os trabalhos priorizaram melhorias no reforço estrutural do tabuleiro, com muro de arrimo em concreto armado para contenção de aterro nas duas cabeceiras da ponte. Além disso, foram executados serviços de proteção nos blocos de concreto e estacas de fundações, entre outros serviços.

A ponte possui 51,90 metros de comprimento e 8,30 metros de largura. A passarela metálica é suspensa e possui 1,20 metros de passeio, o que possibilita o trânsito de um cadeirante e um pedestre ao mesmo tempo.

“Foi investido R$ 1,5 milhão nas duas pontes do São Jorge e serão, pelo menos, mais 30 anos para que uma nova obra de reforço estrutural seja necessária. Vale lembrar que outras pontes da cidade também estão recebendo ações da prefeitura, como a Thereza D’Ávila, no Santa Etelvina, a ponte de acesso ao conjunto Augusto Montenegro e a ponte Ilhas Gregas, que liga a Ponta Negra ao Alphaville”, destacou o secretário municipal de Infraestrutura (Seminf), Luiz Borges.

O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) também revitalizou a sinalização de trânsito para dar mais segurança na circulação de veículos e pedestres. Foram implantadas linhas seccionadas para indicar faixas para o tráfego de veículos e placas de sinalização com indicação de sentido. Os moradores das proximidades pediram a instalação de uma faixa de pedestre na cabeceira da pista.

“Na verdade, são dois pedidos: as faixas, que devem ser pintadas até amanhã (sábado) e, o segundo pedido, que será viabilizado pela Seminf. Além do passeio para pedestre já entregue, os moradores pedem a construção de um segundo passeio no outro lado da ponte, para que tenham acesso nos dois sentidos”, explicou o diretor-presidente do Manaustrans, Paulo Henrique Martins.

Lixo

Durante a reinauguração, o prefeito chamou a atenção para a quantidade de lixo, retirada pela prefeitura, dos igarapés de Manaus. Em média, 28 toneladas de lixo são recolhidas diariamente pelos trabalhadores da Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp), totalizando 840 toneladas/mês.

“Esse é o lixo mais caro, porque não deveria existir. As pessoas precisam se conscientizar que essa atitude se reverte contra a cidade e contra a própria vida delas porque o lixo jogado nas águas entope bueiros e quando o rio sobe invade a casa das pessoas. Queremos uma cidade melhor e contamos com a ajuda de cada cidadão”, concluiu Arthur Neto.

* Com informações da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).