Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Prefeito assina decreto que autoriza gratuidade do transporte coletivo nas eleições desse ano

O serviço ficará disponível aos eleitores das 4h até a meia-noite do dia 5 de outubro, no primeiro turno das eleições e também no segundo, se houver

A gratuidade do transporte coletivo em dias de eleições já funciona há dez anos

A gratuidade do transporte coletivo em dias de eleições vem sendo realizada há dez anos (Tácio Melo)

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e a presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE/AM), desembargadora Socorro Guedes, assinaram nesta sexta-feira (11), no Palácio Rio Branco, no Centro, o decreto que autoriza a gratuidade do transporte coletivo para as eleições deste ano.

De acordo com o documento, o serviço ficará disponível aos eleitores das 4h até a meia-noite do dia 5 de outubro, 1º turno das eleições. Se houver 2º turno, a gratuidade também passará a valer.

Para o prefeito, o decreto dará mais conforto aos eleitores e prevenirá atos ilícitos. “Sempre houve a gratuidade, mas ela começava horas antes da abertura da votação e era suspensa, logo após o término. Então, estou garantindo das 4h da manhã até a meia-noite, o que dá conforto aos eleitores e evita qualquer tipo de tentativa de captação ilícita de votos por meio do transporte de eleitores”, afirmou.

A presidente do TRE, desembargadora Socorro Guedes, informou que a gratuidade do transporte coletivo em dias de eleições já funciona há dez anos. De acordo com ela, esse é um empenho conjunto que garante parte do sucesso nas eleições.

“Esse é um passo importante e é a certeza de que o eleitor vai poder sair de sua casa com comodidade e com transporte suficiente para chegar até sua seção eleitoral. Essa é a garantia de que eleitor exercerá seu direito soberano de votar e realizar a mudança natural que sempre ocorre em cada eleição”, frisou.

Fiscalização

De acordo com o diretor-presidente da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, nas eleições de 2012, 1.143 eleitores utilizaram o serviço de transporte público.

Este ano, ele acredita que este número pode aumentar e para garantir que o funcionamento de todas as linhas de coletivo, a prefeitura vai fiscalizar a saída dos carros nas garagens das empresas.

“Será um dia onde o volume de passageiros será superior ao dia útil, porque é gratuito. Para garantirmos toda a funcionalidade do serviço, vamos precisar da frota total circulando na cidade e para que isso ocorra estaremos fiscalizando desde o início dos trabalhos até seu encerramento”, garantiu.