Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Prefeitura retira 14 pessoas em situação de rua debaixo do Largo do Mestre Chico, em Manaus

Eles foram levados para o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP). Até a reinserção social, eles receberão alimentação, roupas e novos documentos

A ação foi realizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos

A ação foi realizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Divulgação)

Quatorze pessoas em situação de rua, que estavam morando no Largo do Mestre Chico, na Zona Sul de Manaus, foram retiradas do local na manhã desta quarta-feira (19). A ação foi realizada pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh).

Segundo o órgão, as 14 pessoas foram encaminhadas para o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP). “Eles vão passar por uma triagem, receber alimentação, roupas e ajuda para retirar documentos até que sejam reinseridos na sociedade”, disse a secretária da Semasdh, Goreth Garcia Ribeiro.

Todos os abordados aceitaram ir para o Centro POP, localizado na rua Silva Ramos, Centro. “Muitos, infelizmente, vieram de outros Estados para tentar uma vida melhor em Manaus e, por algum problema, acabaram vindo para a rua, envolveram-se com drogas e ficaram nesta situação”, continuou Goreth.

Um dos recolhidos é Carlos Alberto Lima, 42, que saiu de Belém (PA) em busca de emprego na cidade, mas sem formação escolar acabou indo morar embaixo da Ponte Benjamin Constant, na avenida Sete de Setembro. Carlos acabou perdendo documentos pessoais e aceitou a ajuda da prefeitura para ir ao Centro POP, onde receberá encaminhamento para retirar os documentos necessários e voltar para Belém.

“Gostei da iniciativa da prefeitura. Eu vim do Pará para tentar algo melhor, mas acabei me envolvendo com drogas e vim parar nas ruas. Tenho que aproveitar essa oportunidade e tentar voltar para lá”, disse, ressaltando que está há sete meses em Manaus.

A ação de abordagem foi feita pelo Centro de Departamento de Proteção Especial (DPSE) da Semasdh e contou com assistentes sociais e abordadores. Só este ano, 91 moradores em situação de rua passaram pelo Centro POP e SAI Amine Daou, que recebem casos como estes. Atualmente, 34 moradores cadastrados estão sendo acompanhados pela Semasdh.

*Com informações da assessoria de imprensa