Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Prefeitura pretende entregar reforma do Parque do Mindu até maio

Parque está recebendo novo calçamento, nova pintura, revitalização da madeira de sustentação e recomposição florestal


Parque do Mindu  passa por reforma para receber visitantes para a Copa em Manaus

Parque do Mindu passa por reforma para receber visitantes para a Copa em Manaus (Divulgação/ Semcom)

As obras de reforma do Parque Municipal do Mindu estão em ritmo acelerado. Desde a última semana, os operários da empresa WT Engenharia, contratada para realizar o trabalho de revitalização completa da estrutura física e das trilhas da unidade de conservação – gerida pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) – avançam na realização dos serviços.

Já estão prontos parte do calçamento dos passeios da Praça Samaúma, que dá acesso ao anfiteatro, os trabalhos de pintura e revitalização da madeira de sustentação e bancos do chapéu de palha, bem como a pintura das estruturas de ferro e de madeira do teto e parte dos assentos do anfiteatro. A primeira etapa do beiral, dentro do processo de empalhamento do chapéu de palha, também já foi concluída.

De acordo com a secretária municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Kátia Schweickardt, a intenção da Prefeitura de Manaus é entregar os Parques da Copa – Mindu, Ponte dos Bilhares e a RDS do Tupé – revitalizados até o final do mês de maio. A secretária vem acompanhando o andamento das obras por meio de visitas aos canteiros e relatórios encaminhados pelos gestores das unidades.  

“A primeira etapa do calçamento já está sendo batida e toda a parte de passeios públicos receberá nova concretagem, bem como trilhas e acessos a novas estruturas que estão sendo criadas para melhor atender ao turista e aos frequentadores do parque, a exemplo do Centro de Atendimento ao Visitante, que funcionará ao lado do novo orquidário”, ressaltou.

O trabalho de recomposição florestal, iniciado antes do começo propriamente dito das obras, prossegue com o replantio de espécies nativas ornamentais e medicinais em canteiros e o reflorestamento de áreas de clareiras nas trilhas.

Outro passo importante nesse trabalho será o plantio de novas samaumeiras na área do estacionamento principal do parque, junto com outras espécies, dando um novo aspecto ao paisagismo do parque. Foram abertas covas dimensionadas de modo a permitir o crescimento das samaumeiras, que são árvores de grande porte.  O plantio efetivo das novas samaúmas será feito na próxima semana.

Segundo o gestor do parque, José Feitoza, uma equipe de cinco pessoas trabalha na recomposição florestal, enquanto os demais servidores fazem o trabalho de acompanhamento e orientação dos usuários do parque.

“O parque permanece aberto à visitação durante as obras e a receptividade das pessoas tem sido muito boa. Todos ficam felizes em ver as mudanças que estão ocorrendo e nossa equipe está apta a dar respostas a todos os questionamentos a respeito da unidade”, afirma o gestor, acrescentando que são realizadas rodadas de conversas com os caminhantes para explanações sobre o andamento das obras e o programa de gerenciamento de resíduos sólidos e naturais implementados no parque.

*Com informações da assessoria