Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Primo do narcotraficante João Branco é preso durante tiroteio em ‘boca de fumo’ em Manaus

Ele e outros comparsas haviam acabado de receber um carregamento de maconha quando foram surpreendidos pela polícia. Houve tiroteio e três deles conseguiram fugir

foto legenda

A droga foi apreendida e levada para a delegacia (Divulgação)

Francisco Sidiney Marques Carioca, 36, primo do narcotraficante foragido João Branco, que é um dos líderes da facção criminosa Família do Norte (FDN), foi preso nesta terça-feira (22), em Manaus, após trocar tiros com policiais militares da 30º companhia Interativa Comunitária (Cicom), no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste da capital.

Francisco estava em uma casa na rua 17, também conhecida como Baiacu, com outros três traficantes e uma mulher. Os PMs da 30º Cicom foram informados de que o grupo tinha acabado de receber um carregamento de maconha na residência, durante à tarde, e então foram ao local para constatar a veracidade da denúncia.

Quase todo o efetivo da Cicom foi deslocado para o local, e os suspeitos foram surpreendidos enquanto embalavam a droga. Logo após avistar as viaturas, o grupo começou a atirar contra os PMs, que revidaram com mais disparos. Três suspeitos pularam um muro nos fundos da casa e conseguiram fugir pela residência ao lado.


Segundo a polícia, Francisco ficou na local com a mulher e continuou atirando para dar cobertura aos comparsas. Pelo menos um dos suspeitos que fugiram acabou ferido no tiroteio, e nenhum policial foi atingido. Com Francisco, a polícia encontrou um quilo e meio de maconha, além de uma balança de precisão, rádio comunicador e munição.

Os policiais levaram Francisco para o 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde ele permanece preso. Ele será encaminhado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa nesta quarta (23). João Branco, primo de Francisco, é considerado de alta periculosidade e fugiu da prisão em março deste ano, quando a polícia o prenderia por participação no homicídio do delegado Oscar Cardoso.