Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Procissão fluvial em homenagem a São Pedro é cancelada neste domingo (29)

Cortejo dos fiéis acabou impedido pela forte chuva que caiu pela manhã; manifestação no Puraquequara marcada para a tarde, porém, aconteceu normalmente

Mais de 20 mil pessoas participaram da procissão fluvial em homenagem ao padroeiro São Pedro

Procissão de São Pedro em 2014, que reuniu mais de 20 mil fiéis

A tradicional procissão fluvial de São Pedro, onde barcos desfilam em cortejo em homenagem ao padroeiro dos pescadores, foi cancelada nesta manhã (29) após a forte chuva que caiu em Manaus. A Arquidiocese da capital, que organiza o evento, acabou optando pelo cancelamento, mesmo sem consultar a Capitania dos Portos, devido à preocupação com a segurança dos fiéis.

Marcada para acontecer simultaneamente em dois pontos – o Educandos, na Zona Centro-Sul de Manaus, de onde o cortejo principal iria sair, e o lago do Puraquequara, na Zona Leste, onde a paróquia local pretendia realizar uma grande manifestação por segurança e policiamento –, a cerimônia acabou restrita às missas e ao protesto no Puraquequara. O cancelamento frustrou muitos dos fiéis, uma vez que a procissão deste ano seria a primeira em décadas a sair da Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Educandos, local das primeira aglomerações em homenagem a São Pedro, no início do século passado.

O ato no Puraquequara foi organizado para pedir reforços para a segurança do local, devido à grande incidência de assaltos e tentativas de homicídio contra pescadores e navegadores da comunidade. Ao longo da manifestação, representantes do bairro pediram aos presentes que participassem de um abaixo-assinado, que será entregue ao Comando Geral da Polícia Militar e ao Ministério Público, pedindo providências para conter a criminalidade.