Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Procon Manaus multa oito agências bancárias por descumprimento da Lei das Filas

Das 11 agências bancárias da capital amazonense fiscalizadas, oito delas foram punidas por não cumprirem a Lei 1.836/2014, popularmente conhecida como a Lei das Filas

Procon Manaus multa oito agências bancárias por descumprimento da Lei das Filas

Procon Manaus multa oito agências bancárias por descumprimento da Lei das Filas (Divulgação / Procon Manaus)

O Procon Manaus fiscalizou, nesta segunda-feira (17), 11 agências bancárias da capital amazonense e multou oito delas por não cumprirem a Lei 1.836/2014, popularmente conhecida como a Lei das Filas. A lei estabelece que o tempo de espera nas filas seja de 15 minutos, em dias normais; 20 minutos, em vésperas e após feriados prolongados; e 25 minutos, em dias de pagamento de funcionários públicos, bem como pagamento de programas sociais.

A blitz percorreu os bancos mais movimentados em duas zonas da cidade. “Nossas equipes se dividiram na manhã de hoje e fiscalizaram as agências bancárias nas zonas: Leste e Centro-Sul”, explicou o Ouvidor do Município, Alessandro Cohen.

A lei exige a disponibilidade de relógio e aparelho telefônico visível para o consumidor. “Esta finalidade é de facilitar a comunicação do consumidor para com o Procon Manaus, e ao lado deste deverá estar afixado o nosso número, 0800-092-0111”, afirma Cohen.

Bancos Fiscalizados

Os bancos autuados pelo Procon Manaus foram: Caixa Econômica Federal do Parque 10 (tempo de espera em 40 min); Bradesco do Parque 10 (34 min); Banco do Brasil do Parque 10 (35 min); Bradesco da Cidade do Leste (20 min); Banco do Brasil da Autaz Mirim (32 min); Itaú da Autaz Mirim (01h10); Bradesco da Grande Circular (38 min); Itaú Unibanco da Grande Circular (01h15).

Todos os bancos receberam o auto de constatação pela falta de aparelho telefônico e relógio visível para os consumidores, além dos bancos: Itaú Unibanco (Parque 10), Santander (Aleixo) e Caixa Econômica Federal (Cidade do Leste).