Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Mais camelôs aderem ao Projeto Viva Centro Galerias Populares

Vendedores da Av. Epaminondas e da Rua da Instalação, no Centro, passam a participar do programa de camelódromos oficiais da prefeitura; eles podem escolher em qual espaço querem atuar até que as novas galerias fiquem prontas

Camelôs assinam termo de adesão ao projeto nesta sexta (22)

Camelôs assinam termo de adesão ao projeto nesta sexta (22) (Karla Vieira/Semcom)

Os camelôs que hoje ocupam as calçadas da Avenida Epaminondas e Rua da Instalação, no centro de Manaus, compareceram nesta sexta-feira, 22, à Secretaria Municipal do Centro (Semc) para assinar o Termo de Adesão ao Projeto Viva Centro Galerias Populares e escolherem, entre as opções oferecidas pela Prefeitura de Manaus, o que querem fazer até as obras da Galeria dos Remédios e Shopping T4 finalizarem.

São três as opções oferecidas pela Prefeitura de Manaus aos trabalhadores: Ir para o camelódromo provisório Floriano Peixoto 2 e aguardar a inauguração da Galeria dos Remédios e do Shopping T4, recebendo mensalmente a bolsa auxílio de R$1 mil via Fundo Municipal de Fomento a Micro e Pequena Empresa (Fumipeq) mais a cesta básica; entregar a banca para a Semc e ir para casa, aguardar a inauguração da Galeria dos Remédios e Shopping T4, recebendo a bolsa auxílio de R$1 mil mais a cesta básica mensal; e ainda optar pelo financiamento de R$10 mil via Fumipeq, com carência de 7,5 anos para começar a pagar e montar um negócio próprio no bairro onde mora, longe do logradouro público. Nesse caso, o trabalhador não recebe os R$1 mil nem a cesta básica, mensais.

O secretário municipal do Centro, Glauco Francesco, disse que a Galeria dos Remédios dispõe ainda de 20 vagas. Os outros boxes foram escolhidos por empreendedores que já foram realocados de outras ruas do centro de Manaus.

“Agora, os empreendedores da Epaminondas e Instalação, que optarem em ir para a Galeria dos Remédios, vão participar de um sorteio. Fechadas as 20 vagas, os demais, automaticamente, serão instalados no Shopping T4”, declarou o secretário, lembrando que a contrapartida da Prefeitura de Manaus, para que o futuro empreendedor receba a bolsa auxílio no valor de R$1 mil, são os cursos de qualificação e empreendedorismo que todos terão que assistir, ministrados pela Escola de Serviço Público, em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

A assinatura do Termo de Adesão ao Projeto Viva Centro Galerias Populares é a primeira etapa do processo de realocação dos trabalhadores dessas duas vias. A segunda etapa é a saída deles das ruas, que acontece no dia 9 de setembro, a partir das 19h. A última etapa vai ser a instalação de todos os empreendedores que estão aguardando nos camelódromos provisórios na Galeria dos Remédios e Shopping T4.

O camelô Pedro da Silva, trabalhando há mais de 30 anos na Avenida Epaminondas, disse que o projeto é uma grande iniciativa da prefeitura. “Sol e chuva, nunca mais. Agora vamos ter uma loja, um futuro”.

Até o início da tarde desta sexta-feira, 22,  44 camelôs haviam procurado a Secretaria Municipal do Centro para aderirem ao projeto e assinarem o termo de adesão. Destes, três optaram pelo financiamento de R$10 mil via Fumipeq. 

Os trabalhadores que, por algum motivo, não puderam comparecer à Semc nesta sexta-feira podem procurar a secretaria na próxima semana, de 9h às 17h. Os trabalhadores deverão apresentar original e cópia autenticada em cartório, do RG, CPF, comprovante de residência e registro da banca junto à Prefeitura de Manaus. A Semc está localizada na Avenida Getúlio Vargas, esquina com 24 de Maio, Centro.

* Com informações da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).