Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Rodoviários e Sinetram entram em acordo e circulação de ônibus volta ao normal nesta quarta (16)

Após paralisação que durou toda a terça-feira (15), grevistas e empresários fecham acordo no MPT e cerca de 350 mil pessoas voltam a usar o transporte público normalmente

Sem avisar população, rodoviários paralisam e deixam 350 mil pessoas sem transporte

Sem avisar população, rodoviários paralisaram e deixaram 350 mil pessoas sem transporte (Luiz Vasconcelos)

Após reunião de mediação na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT), um acordo foi firmado na tarde desta terça-feira (15) - nas presenças de representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) e Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Manaus (STTRAM) - e o serviço está funcionando normalmente na manhã desta quarta-feira (16). A Procuradora do MPT, Alzira Melo da Costa foi quem mediou a negociação envolvendo as partes.

Ficou decidido que 35 dos 55 funcionários, que foram demitidos sem justa causa, receberão 100% do valor do Fundo de Garantia sobre Tempo de Serviço (FGTS) até o próximo dia 22 de julho.

De acordo com o Sinetram, o valor a ser pago pelos empresários aos ex-funcionários chega a R$ 110 mil. Os outros 20 trabalhadores terão seus pagamentos quitados no dia 22 de agosto deste ano. Caso isso não ocorra até essa data, o próprio Sinetram arcará com a dívida.

Durante a audiência ficou firmado também que o dia em que os grevistas ficaram sem exercer a função, proveniente da paralisação, não será descontado da folha de pagamento dos mesmos. 

Sem avisar, funcionários das empresas Global e São Pedro não colocaram os coletivos na rua e cerca de 350 mil pessoas, principalmente das Zonas Leste, Oeste e Norte de Manaus, estão sem condução desde as primeiras horas desta terça-feira (15). Ao todo são 380 coletivos parados na garagem.