Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Serviço aluga motorista para quem ingeriu bebida alcoólica e prefere não dirigir

Rigidez das blitze da Lei Seca criam demanda por novo serviço: motoristas profissionais ficam à disposição de quem precisar se locomover mas não pode pois bebeu acima do permitido por lei para dirigir. A iniciativa pretende reduzir o número de acidentes ocasionados por pessoas embriagadas

Serviço de aluguel de motorista pra quem ingeriu bebida alcoólica na balada

Serviço de aluguel de motorista pra quem ingeriu bebida alcoólica na balada (Divulgação)

Em Manaus, pelo menos dois grupos com serviço de "aluguel de motorista" estarão à disposição de condutores que resolverem ingerir bebidas alcoólicas em festas ou eventos neste fim de semana. O preço do serviço varia de acordo com o percurso e, em alguns casos, é ainda mais barato que uma corrida de táxi.

A iniciativa pretende reduzir o número de acidentes ocasionados por pessoas embriagadas ao volante e as multas pela infração de dirigir alcoólizado, além de dar comodidade aos donos dos veículos que não precisam deixar os carros nos estabelecimentos e nem terão que resgatar o veículo em outra ocasião, sem a certeza da segurança para o veículo.

O empresário Renato Rayol, 30 anos, é um dos sócios da “S.O.S Bebum”, serviço que iniciou nesta quinta-feira (13). Ele conta com motoristas profissionais que têm experiências em valet parking (termo inglês utilizado para manobristas de carros treinados).

“Nós procuramos pessoas com experiência mínima de quatro anos nesse ramo, são profissionais que sabem dirigir qualquer tipo de veículo: novo, nacional, importado ou automático”, destacou.

Renato conta que as pessoas têm desconfiança em dar as chaves de seus carros, mas que nesses dois dias de serviço experimental tem utilizado alguns procedimentos para dar mais segurança aos usuários do “S.O.S Bebum”.

“Os nossos motoristas vão sempre fardados e quando somos acionados através do celular, por mensagens através do aplicativo Whatsapp, enviamos a foto do motorista que irá conduzi-lo até a residência, assim não há como a pessoa ser enganada”, acrescenta.

Parceria

Outro grupo que inicia esse serviço às 23h deste sábado (15) é o Trânsito Manaus em parceria com a equipe da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus Jovem (CDLM), com um grupo de dez voluntários com idade máxima de 30 anos.

Segundo o criador do grupo Luiz Eduardo, dependendo da aceitação do público nesse primeiro dia de trabalho, eles pretendem aprimorar o serviço e, se for o caso, expandi-lo.

Como funciona o serviço

O S.O.S Bebum funciona através de ligações e mensagens por Whatsapp pelos números (92) 8212-1201 ou 9273-6247, por onde o cliente solicita um motorista que será deslocado até o local onde o cliente está. Ao chegar até o usuário, o motorista contratado conduz o veículo do cliente até o endereço solicitada.

O valor da “corrida” varia de acordo com o percurso. O grupo montou uma tabela fixa de preço que depende da quilometragem percorrida, mas bem abaixo que o valor cobrado por empresas de rádio táxi, por exemplo.

Até 20 quilômetros, o valor do serviço é R$ 40. Até 30 quilômetros custa R$55 e, até 40 quilômetros, R$ 65.

O Trânsito Manaus também disponibiliza o serviço pelo telefone, por meio do número (92) 9284-0180. Aqui, no entanto, o valor cobrado para qualquer parte da cidade é fixado em R$ 100

Blitze 

Renato destaca que os motoristas são orientados a não fazer negociações com os clientes e não entregar a direção antes do destino solicitado.

“O nosso serviço não é para driblar a lei seca, não queremos que as pessoas depois que passarem das blitze tomem a direção dos veículos. Nosso objetivo é levar as pessoas em segurança para suas casas e diminuir os riscos nas ruas da cidades”, salientou.

Parceria com bares

O idealizador do serviço S.O.S Bebum revela que após a intensificação das blitz do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) o movimento em bares e casas noturnas teve uma discreta redução e eles pretendem fazer parcerias agora.

“Nossa ideia nesse momento é dar visibilidade e divulgar esse serviço, fazer parcerias com estabelecimentos e bares, isso vai ajudar tanto no movimento deles, como toda a sociedade que vai poder andar mais segura pelas ruas sabendo que as pessoas não estão dirigindo embriagadas”, adiantou.