Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Setor de bebidas lucra até 100% nas festas de fim de ano

Réveillon é a melhor época do ano para venda de bebidas, segundo distribuidores. Imposto das bebidas terá novo reajuste

As festas de fim de ano competem com carnaval em melhores vendas

As festas de fim de ano competem com carnaval em melhores vendas (Bruno Kelly)

Revendedores de bebidas devem lucrar mais de 100% com a venda de produtos durante as festas de virada do ano. Em uma festa gospel, por exemplo, o revendedor Marcelo Lima vai comercializar a garrafinha de água de 350ml por R$ 2,00, sendo que pagou no produto R$ 0,57 no atacadista Makro.

Além da água, Marcelo irá vender Coca-cola e Fanta, ambas pelo valor de R$ 2,50, sendo que na Coca pagou 1,35 e na Fanta R$ 1,25. Como outros revendedores ele optou por comprar os produtos em uma loja atacadista que vende os produtos em “caixinhas” com 12 unidades.

No mesmo local o dono de uma distribuidora de bebidas da Cidade de Deus, Adriano Parente comprou 400 caixinhas de Brahma e 200 de Skol. “Vou revender as bebidas a ambulantes que vão para Ponta Negra na festa da virada e para donos de mercadinhos”, disse. Na caixa da Brahma pagou R$ 18,84, também no Makro, e vai revender ao valor de R$ 19,50 e na caixa da Skol pagou R$ 18,60 e vai vender por R$ 19,00.

Adriano gastou R$ 10 mil em compras, porém reclama que seu lucro não tem sido positivo. Segundo ele, o ano de 2011 foi desacelerado para o setor e suas vendas caíram 40%.

A mesma reclamação é a do ambulante Silvano de Oliveira que vende bebidas em grandes festas e que pretende estar hoje na festa da virada na Ponta Negra. Entretanto, o lucro dele chega a R$ 1,17. Ele compra caixinhas de Brahma por R$ 22,00, em uma distribuidora no bairro da Compensa, cada lata saiu por R$ 1,83 e venderá a unidade por R$ 3,00. A caixa do refrigerante custou R$ 17,00 e cada lata também será vendida a R$ 3,00.

No DB, a caixa da cerveja Kaiser sai por R$ 17,40, e a Brahma e Skol por R$ 19,08. Este também é o valor da caixa da Brahma (R$ 19,08) no supermercado Carrefour, a Skol está R$ 19,80 e Kaiser 16,56.

Imposto pesado
Em abril, o governo federal elevou o IPI e PIS de bebidas como cervejas, sucos, refrigerantes e energéticos, que sofreram alteração de preços em até 15%. Em abril de 2012, começará o aumento em 5% no ICMS sobre bebidas e cigarros, medida editada pelo governo do Estado.