Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Suposto traficante de drogas é morto a facadas e jogado embaixo de ‘escadão’ no Jorge Teixeira 4

A vítima tinha marcas de tortura pelo corpo, um corte no pescoço, seis perfurações abaixo na nuca e membros amarrados. Ele seria parceiro do “Claudinho”, que também vendia drogas e foi morto quase da mesma forma

O corpo estava jogado embaixo de uma escadaria que dá acesso á rua Zero, Jorge Teixeira 4, Zona Leste

O corpo estava jogado embaixo de uma escadaria que dá acesso á rua Zero, Jorge Teixeira 4, Zona Leste de Manaus (Winnetou Almeida)

O corpo de um jovem identificado como Leonardo da Silva Marques, aparentando ter idade entre 16 e 17 anos, foi encontrado com vários golpes de facas e jogado embaixo de um “escadão” que dá acesso a rua Zero, no bairro Jorge Teixeira, 4ª Etapa, Zona Leste de Manaus, por volta das 9h da manhã desta segunda (14).

A vítima apresentava ter sinais de tortura pelo corpo, segundo informações da equipe de criminalística da Polícia Civil. O jovem tinha um corte no pescoço e seis perfurações abaixo na nuca, e outros cortes pelo corpo. No pescoço da vítima havia um pedaço de pano amarrado, além de cordas que prendiam os pés da vítima.

Segundo o delegado Ivo Martins, titular do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o jovem provavelmente foi morto por volta das 2h da madrugada, devido as características e rigidez do corpo. Como o local do crime era embaixo de uma escada metade de barro batido e metade de madeira, o trabalho da perícia e do Instituto Médico Legal (IML) foi difícil.

Moradores da localidade disseram que não ouviram nenhum barulho suspeito na área, e acreditam que a vítima tenha sido morta em outro lugar e depois deixada no “escadão”. Alguns vizinhos disseram que a única movimentação diferente foi a presença de quatro carros não identificados durante a noite, mas que não viram nenhum dos condutores do veículo.

Populares, que não quiseram se identificar temendo represálias, informaram que o jovem não morava na área, mas que andava por lá vendendo drogas. Ele seria parceiro de um homem identificado como “Claudinho”, que também vendia drogas no bairro e foi morto quase da mesma forma.

Os policiais militares da 30º Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados por populares, que encontraram o corpo do jovem coberto de folhas. Segundo os moradores, uma jovem que passava pelo local olhou para o lado e viu os pés de um homem e alertou toda a vizinhança.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que até a publicação desta matéria informou que não tinha efetuado a prisão de nenhum suspeito.