Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Suspeito de integrar facção criminosa Família do Norte (FDN) é morto na Zona Leste

Segundo Polícia Civil, moradores da área desconfiam que o homicídio de Cristiano Cavalcante Ferreira, 30, tenha sido cometido por facção rival


Depois de perseguido, Cristiano foi morto quando parou na frente de uma oficina

Depois de perseguido, Cristiano foi morto quando parou na frente de uma oficina (Érica Melo)

Na tarde desta sexta-feira (23), Cristiano Cavalcante Ferreira, 30, conhecido como “Belo”, foi morto na esquina da rua dos Minerais com a rua Papoula, no Jorge Teixeira II, Zona Leste de Manaus. Segundo informações da Polícia Civil, moradores da área afirmaram que ele pertencia à facção criminosa Família do Norte (FDN) e que desconfiam que o homicídio tenha sido cometido por uma facção rival.

De acordo com a Polícia Militar, ele conduzia uma moto preta e laranja de placas MOQ-8470 por volta das 12h30 quando suspeitos em uma Saveiro prata começaram a persegui-lo. Quando Cristiano parou na frente de uma oficina, os suspeitos dispararam vários tiros contra ele.

A vítima foi alvejada na cabeça, no pescoço, e em outras partes do corpo, com tiros de pistola calibre 380. Segundo a Polícia Militar, um homem estava na garupa da moto de Cristiano e também foi atingido pelos disparos, mas fugiu da cena do crime. Os suspeitos também fugiram.

A 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foi acionada, assim como o Instituto Médico Legal (IML), que removeu o corpo do local e o encaminhou para a sua sede para realização dos exames necrológicos. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs).

Facção

A morte de Cristiano representa a quinta baixa dos quadros da facção Família do Norte desde o início do mês de maio. A primeira foi a prisão do vereador de Barcelos (distante a 405 quilômetros de Manaus), Klinger Oliveira da Silva, 35, o “Keimado”, na manhã do último dia 7, após ser descobertas ligações entre o político e o grupo criminoso.

Depois vieram as mortes de Marcos Sampaio de Oliveira, 34, no dia 10, e de Genildo da Silva Saraiva, o "Candiru", na noite desta sexta-feira (22). Sexta pela manhã, Marinaldo Pereira Correia, 40, conhecido como “Neguinho”, foi preso pela Polícia Civil durante a operação “Surucuá”. Ele controlava o tráfico de drogas na comunidade Campos Sales, Zona Oeste, e possivelmente também tem ligações com a FDN.

*com informações da repórter Kelly Melo