Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Em Manaus, ex-policial civil é preso com quase meio quilo de oxi, no bairro Santo Antônio

O policial aposentado, de 57 anos, estava com um comparsa no momento em que foram avistados por uma viatura da Polícia Militar. Assustados, eles tentaram fugir e se livrar da droga, sem sucesso

Os suspeitos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas

Os suspeitos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas (Divulgação)

O policial civil aposentado Martinho Aldo da Silva Frutuoso, 57, e Willians Rodrigues da Silva, 34, foram presos com uma pedra de oxi na tarde desta quinta-feira (28), na Zona Oeste de Manaus. A dupla ainda tentou fugir, mas policiais militares prenderam os dois no bairro da Glória, no Santo Antônio.

Responsáveis pela prisão, os policiais da 21ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) disseram que faziam um patrulhamento de rotina pela região quando avistaram os dois homens em atitude suspeita. A dupla entrava em uma caminhonete branca no momento que foram vistos.

Com a aproximação da viatura, os dois fugiram em alta velocidade. A prisão só foi feita depois que PMs da 5ª Cicom foram acionador para fechar o cerco contra os suspeitos.

Conforme relatos da própria PM, no momento em que fugiam, a dupla foi flagrada jogando um material para fora do carro e os policiais decidiram ver do que se tratava. Era uma pedra de oxi, de aproximadamente 500 gramas. Eles foram interceptados na rua São José do bairro Santo Antônio, e não resistiram a prisão.

Martinho, que já cumpria pena por tráfico em Boa Vista, era quem dirigia o veículo, enquanto Willians teria sido quem jogou fora a substância entorpecente. Após a abordagem, a dupla foi encaminhada para o 5º Distrito Integrado de Políca (DIP), no bairro Santo Antônio, Zona Oeste. O carro, uma Chevrolet Montana, de cor branca e placas NPA 1781, também foi apreendido. 

O delegado Rodrigo Sá Barbosa informou que os suspeitos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas. A suspeita era de que eles iriam fazer a entrega do material para algum “cliente”. Na delegacia, os suspeitos disseram que eram amigos de infância.