Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Tragédia no D. Pedro deixa três mortos e oito feridos

Carro de som perde o controle e atropela vários fiéis na rua, em plena procissão da Sexta-Feira Santa

Dor, tristeza e desespero. Assim terminou a Sexta-Feira Santa para algumas famílias do bairro Dom Pedro

Dor, tristeza e desespero. Assim terminou a Sexta-Feira Santa para algumas famílias do bairro Dom Pedro (Winnetou Almeida)

Três pessoas morreram e oito ficaram gravemente feridas em um acidente ocasionado por um carro de som que acompanhava a procissão da Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, na avenida Domingo Jorge Velho (antiga Francisco Orellana), em frente a Fundação Centro de Controle de Oncologia (Fcecon) no bairro Dom Pedro, Zona Oeste, por volta das 17h da Sexta-Feira Santa.

Cleida Bastos Antela, 64, e Tânia Magalhães Gomes, aparentando ter 50 anos, foram atropeladas pelo carro de som e morreram na hora. Luiza Maria Cruz foi socorrida, mas chegou morta na unidade de saúde.

Outras oito pessoas ficaram feridas e foram levadas aos hospital e pronto-socorros 28 de Agosto, Zona Centro-Sul, Dr. Aristóteles Platão de Araújo, Zona Leste, e SPAs do Alvorada, Redenção e São Raimundo, nas Zonas Oeste da cidade. Até o fechamento desta edição, Ana Eunice Cruz, 50, seguia em estado grave.

Segundo relatos do fotógrafo da paróquia, Antônio Santana, 49, que seguia a procissão dentro do carro de som, o motorista Orelino Siqueira, 49, chegou a relatar que o freio do carro tinha parado de funcionar, e tentou evitar uma tragédia ainda maior. “Ele disse que não estava conseguindo frear e para não atropelar todo mundo, jogou o carro pra cima do canteiro central, bateu no carro do Manaustrans, e desceu a rua na contramão, sem controle”, descreveu.

Antônio relatou ainda que enquanto descia de dentro do veículo sem controle, o motorista dizia que havia machucado pessoas. “Ele dizia: ‘tem gente ferida lá atrás, eu bati em algumas pessoas’. Ele ficou muito abalado e quase desmaiou quando conseguiu fazer o veículo parar”, relatou.

O motorista Orelino foi detido e conduzido ao 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), para prestar depoimento. Até o fechamento desta edição o delegado plantonista Rafael Cordeiro, que acompanha o caso, não tinha colhido o depoimento do motorista Orelino.


Veículo também foi usado no ano passado

Um dos feridos levado ao SPA da Redenção, foi João Antelo, 66 anos, marido de Cleida Antela, uma das vítimas fatais da tragédia. No hospital, João disse que viu o momento em que a esposa foi atropelada e morreu, e estava muito abalado. “Os ferimentos que tive nesse acidente não foram nada diante da dor que estou sentindo com a perda da minha esposa de forma tão violenta”, relatou Veículo era alugadoSegundo um dos integrantes da paróquia, Carlos Alberto Pinto, o veículo foi alugado para o evento, e já teria sido utilizado na procissão no mesmo período no ano passado. Ele não soube informar mais detalhes sobre as condições legais do veículo.

A equipe de perícia da Polícia Civil esteve no local e realizou os procedimentos necessários para iniciar as investigações para descobrir quais foram as reais causas do acidente. O carro só conseguiu parar a poucos metros da avenida Dom Pedro, e foi removido em uma plataforma do Instituto de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manasutrans).

Atendimento

No momento do acidente houve muita gritaria e pânico, e os funcionários da Fundação Cecon ajudaram a prestar os primeiros socorros às vítimas. Todos os hospitais da capital se prepararam para receber as vítimas, 14 ambulâncias do Samu estiveram a disposição para realizar os atendimentos.

Vítimas encaminhadas aos SPAs e HPS

SPA DA ALVORADA

Jocelin Gustavo Cavalcante, 49, e Lucas Mateus dos Santos de Jesus, 16, receberam alta; Jeniffer Garcia Pereira, 10, foi transferida para o HPS da Criança;

SPA DA REDENÇÃO

João Antela, 66, recebeu alta;

SPA DO SÃO RAIMUNDO

Sandra Helena de Araujo Vilhena, 61; Clemis de Oliveira, 48, e Rosa Sá Gomes Hutchings, 60, receberam alta.

HPS PLATÃO ARAÚJO

Albanice da Silva, 52;

HPS 28 DE AGOSTO

Ana Eunice da Cruz, 50.

* Com informações de Bruno Strahm e Mônica Dias.