Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Tubulação despejava líquido vermelho em igarapé e substância ainda é desconhecida

Ipaam afirma possibilidade de descarte intencional no afluente. Resultado de amostra 'vermelha' coletada sai em até 10 dias, segundo o órgão

Tubulação na área do bairro Alvorada despejava água contaminada em igarapé

Tubulação na área do bairro Alvorada despejava água contaminada em igarapé (Divulgação)

Após moradores denunciarem na última segunda-feira (26) a contaminação do Igarapé do Jacaré com um líquido vermelho, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) localizou o cano que despejava a substância. A coloração começou a voltar ao normal e apesar dos fiscais continuarem realizando inspeções desde ontem (27), o ponto causador da água vermelha não foi identificado. O Ipaam deve fornecer resultados de coletas nos próximos dias.

A tubulação, segundo o órgão, tem acesso por meio da rua E14, próximo ao Conjunto Pro Moras, bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus. Na ocasião, uma visita foi feita a alguns empreendimentos na área, porém nada foi confirmado. Uma amostra do material foi coletada para ser analisado. O resultado deve sair entre 5 e 10 dias, segundo o Ipaam.

Segundo o órgão, existe a possibilidade de ter ocorrido um descarte intencional no igarapé tendo em vista a continuidade da poluição. O Ipaam dará continuidade às investigações. Confira o vídeo gravado pelo Ipaam da água sendo despejada no igarapé. 

Entenda o caso

Na manhã da última segunda-feira (26), o Igarapé do Jacaré, localizado no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, amanheceu com a coloração alterada. Segundo o pesquisador em recursos hídricos do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Sérgio Bringel, a coloração no Igarapé do Jacaré pode prejudicar a fauna existente.

Na última sexta (23), moradores do conjunto Duque de Caxias, bairro Flores, Zona Centro-Oeste, ficaram assustados com a coloração amarelada e o forte odor de produto químico que o Igarapé dos Franceses apresentou. Após análises, várias possibilidades estão sendo avaliadas como a perfuração de algum poço nas proximidades, descarte de limpa fossa e lançamento de produtos químicos de empresas próximas ou mesmo algo trazido de outros locais da cidade.