Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Vice-governador de Roraima quer importar modelo de sistema prisional do Amazonas

A iniciativa do Poder Executivo de Roraima é se basear em sistemas prisionais de vários estados a fim de implantar o mais adequado 


Vice-governador de Roraima, na companhia do Secretário de Justiça Louismar Bonates

Vice-governador de Roraima, na companhia do Secretário de Justiça Louismar Bonates (Lucas Silva)

Uma comissão comandada pelo vice-governador do estado de Roraima, Chico Rodrigues (PSB), com a presença do Secretário de Justiça do Amazonas, coronel Louismar Bonates, visitou a Unidade Prisional do Puraquerara (UPP), localizada no quilômetro 8 da estrada do Puraquequara, na tarde desta quarta-feira (22). A ida faz parte de uma iniciativa do Executivo que pretende se basear em sistemas prisionais de vários estados a fim de implantar o mais adequado em Roraima.

Durante a vistoria, Chico Rodrigues seguiu por setores da Unidade a fim de colher informações sobre a assistência dada aos internos, assim como o funcionamento e divisão do presídio. De acordo com o vice-governador, o resultado encontrado foi positivo.

“O sistema de congestão utilizado no Amazonas tem resultados muito bons na proteção dos apenados. Estamos analisando em vários estados qual o melhor sistema para que possamos implantá-lo no estado de Roraima”, explicou. Segundo Rodrigues, unidades prisionais da Bahia, de Pernambuco e do Distrito Federal já foram visitadas. O estado do Mato Grosso do Sul deve entrar na lista a partir da próxima semana.

Atualmente, a UPP tem a capacidade de vagas para 614 detentos, divididos em 11 pavilhões, além do setor de triagem e administrativo, contudo, a Unidade abriga 1045. Apesar do problema, o vice-governador elogiou a estrutura.

“Achei a parte interna, o funcionamento e a assistência com um formato muito interessante pela qualidade dos serviços que estão sendo prestados. Com isso, há um desafogamento do aparato policial do estado, dando inclusive na terceirização essa funcionalidade”, explicou.

A empresa terceirizada responsável pela segurança da UPP é a Humanizare, que também recebe reforço da Polícia Militar.

Dobro da lotação

Segundo o secretário de justiça do Amazonas, coronel Louismar Bonates, a superlotação a UPP não comprometeu a análise de Chico Rodrigues. “Nós estamos dando apoio ao governo de Roraima e estamos satisfeitos com a avaliação feita pelo vice-governador. A UPP está com praticamente o dobro da sua lotação, porém, durante visita pode ser constatado que o local é um ambiente limpo e saudável, bem diferente daquilo que é encontrado na Cadeia Pública, por exemplo”, concluiu.