Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Sistema ‘Zona Azul’ segue sem previsão para ser implantado no Centro de Manaus

Apesar de empresa responsável pela execução já ter sido indicada, Manaustrans afirma que licitação ainda está na fase de “proposta de preços”. Projeto prevê implantação de 3,2 mil vagas em 60 ruas na área central

Nas vias do Centro, como a avenida Eduardo Ribeiro, encontrar uma vaga para estacionar exige muita paciência e tempo dos motoristas

Nas vias do Centro, como a avenida Eduardo Ribeiro, encontrar uma vaga para estacionar exige muita paciência e tempo dos motoristas (Erica Melo)

O sistema de estacionamento rotativo “Zona Azul” ainda não tem prazo para começar a operar e, por enquanto, os motoristas que buscam vaga no Centro precisam fazer uma verdadeira peregrinação para estacionar. Segundo o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), a licitação está na fase de abertura de proposta de preço.

Ao que tudo indica, a empresa vencedora da licitação é o Consórcio Amazônia, o único a atender os requisitos do processo, porém o órgão não confirma a vencedora, pois ainda há etapas a serem concluídas e ela ainda pode ser desclassificada.

A partir da definição do resultado final, o consórcio terá 180 dias para implantar 3,2 mil vagas de estacionamento rotativo em mais de 60 ruas no Centro. O primeiro lote, de 2,1 mil vagas de estacionamento, deverá ser implantado em 90 dias. Depois do prazo, o consórcio deve implantar mais 1,1 mil vagas em 90 dias, referentes ao segundo lote. Deste total, 2% são reservadas a pessoas com deficiência e 5% para idosos.

Para o motorista Walter Barreto, 42, a falta de vagas de estacionamento no Centro é um problema sério e que precisa ser resolvido o quanto antes, pois as pessoas deixam cumprir compromissos e fazer compras por não terem onde parar o veículo.

De acordo com Walter, todas as vezes que ele precisa ir ao Centro, gasta cerca de 30 minutos procurando vaga para estacionar. “Isso é um desgaste grande, pois eu venho com o tempo curto e preciso ficar procurando lugar para estacionar. Às vezes prefiro comprar no meu bairro, mais caro, a vir ao Centro”, disse o motorista.

Atraso

O Zona Azul foi lançado para lojistas do Centro, em março de 2012, pelo então diretor-presidente do Manaustrans, Walter Cruz. O sistema deveria ter sido licitado para implantação em dezembro do mesmo ano, mas foi adiado para janeiro e depois março e junho de 2012, para ajustes na licitação, mas só foi regulamentado em março de 2013. A licitação ainda foi suspensa em janeiro deste ano, até ser realizada em abril.

O projeto inicial prevê que os condutores terão que adquirir um cartão magnético e comprar créditos para usá-los nas vagas. O cartão será inserido em uma máquina eletrônica, que calculará o tempo de permanência na vaga. Sistema semelhante é usado em Campo Grande (MS) e Belo Horizonte (MG).