Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Com a saída dos camelôs as calçadas do Centro de Manaus começam a ser revitalizadas

As obras estão divididas em duas etapas, uma que fica pronta antes da Copa do Mundo de 2014 e outra que só será entregue no fim do ano

Com a saída dos camelôs as calçadas do Centro começam a ser revitalizadas

Com a saída dos camelôs as calçadas do Centro começam a ser revitalizadas (Divulgação / Semcom)

O prefeito de Manaus, Artur Neto, acompanhou, o início dos trabalhos de revitalização das calçadas do Centro, neste sábado (22) que está sendo executado pela Prefeitura após a transferência dos camelôs para as galerias provisórias. As obras estão divididas em duas etapas, uma que fica pronta antes da Copa do Mundo de 2014 e outra que só será entregue no fim do ano.

Os operários começaram a retirar as grossas camadas de cimento que, ao longo dos anos, foram colocadas sobre as calçadas originais, construídas com o arenito amazônico, uma pedra avermelhada que também foi utilizada na construção do muro do Teatro Amazonas.

"A Semulsp já passou lavando as calçadas, fizemos o serviço de poda das árvores e estamos com uma lista de demandas para serem atendidas aqui. Faremos um bom trabalho para preparar a avenida para a Copa do Mundo, mas depois da Copa, ainda retornaremos para fazer mais, resgatando o pavimento de paralelepípedo, o que não seria problema, porque na Europa há muitas cidades que se orgulham de sua história, mantendo suas ruas de paralelepípedo. Não vai dar para fazer tudo o que a gente quer até a Copa, mas depois iremos fazer de um a um, todos os itens que vão melhorar a Eduardo Ribeiro, inclusive uma iluminação especial, com olho de gato", comentou o prefeito.

Após a transferência dos camelôs, novas intervenções urbanísticas estão sendo feitas na avenida. O Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) tem um projeto para a área que inclui a revitalização do calçamento, novo mobiliário urbano, desobstrução das fachadas e até o aterramento da fiação elétrica.

De acordo com o diretor-presidente do Implurb, Roberto Moita, o trabalho envolve diversas etapas e será intenso até o fim do ano.

"Estamos literalmente limpando as calçadas, retirando todos os obstáculos, incluindo o mobiliário que não está mais sendo usado, como por exemplo, plataformas de lanches e também telefones públicos colocados bem no meio da calçada, que terão que ser remanejados. Já retiramos os 'gatos' de eletricidade que alimentavam os camelôs e os lanches e estamos fazendo o conserto de calçadas quebradas e outras irregularidades”, relatou.

Ainda segundo o diretor-presidente, está sendo realizado o trabalho de prospecção, que permitirá conhecer como eram as calçadas originais e quais eram os materiais usados nela.

“A nossa intenção é deixar tudo do jeito que era. Vamos colocar, ainda, um mobiliário novo padronizado com bancas de flores, bancos, bancas de revistas e pretendemos enterrar toda a fiação para não ter mais postes na frente das fachadas", explicou Moita.

Com informações da assessoria de comunicação da Semcom