Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Oito homicídios são registrados neste fim de semana em Manaus

Um dos casos foi o da jovem Ana Lúcia Ribeiro dos Santos, 18, que morreu na madrugada de domingo (4) depois de levar um tiro supostamente acidental

Os corpos estão no IML aguardando reconhecimento da família

As vítimas de assassinato morreram tanto por arma branca quanto por arma de fogo (Luiz Vasconcelos)

A polícia e o Instituto Médico Legal registraram neste fim de semana em Manaus oito casos de homicídios. A partir da noite de sexta-feira (2), oito pessoas morreram vítimas de assassinato tanto por arma branca quanto por arma de fogo. Um dos casos foi o da jovem Ana Lúcia Ribeiro dos Santos, 18, que morreu na madrugada de domingo (4) depois de levar um tiro supostamente acidental.

Educandos

Lailson Cavalcante da Silva, 36, foi morto com sete tiros por um homem que estava dentro de um carro Celta de cor prata na orla do bairro Educandos, próximo à Feira da Panair, segundo testemunhas. A vítima foi alvejada e acabou caindo na água, e o corpo não foi mais visto. O Corpo de Bombeiros só encontrou o corpo de Lailson na manhã desta segunda (5) e o suspeito do crime já foi preso.

No pescoço

Ronaldo dos Santos Melo, 42, foi encontrado morto na estrada do Tarumã, bairro Tarumã, na Zona Oeste, por volta das 20h de domingo (4) com marcas de golpe no pescoço, próximo a motocicleta dele de placas OAF-6417. Policiais da 20ª Companhia Interativa Comunitária e investigadores da Delegacia de Homicídios foram ao local.

Comerciante

O comerciante Armindo Monteiro Ferreira, 49, foi morto após ser baleado com vários tiros no rosto na noite de domingo (4), às 19h20, no bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus. Ele estava em frente à lanchonete de propriedade dele, na rua 211, quadra 405, quando foi surpreendido por dois homens armados sobre uma motocicleta, que efetuaram os disparos e depois fugiram. Teria morrido por invadores

Vingança

À 18h30 de domingo (4) Daniel Bindá, vulgo “Rato”, foi morto possivelmente num ato de vingança. Ele estava na moto dele, uma Yamaha de cor vermelha e placa OAL-2235, e foi alvejado com dois tiros no tórax e no braço enquanto fugia dos assassinos dele, dois homens em uma moto que não foram identificados e nem localizados. “Rato” era o suspeito de ter assassinado Eliandro e Robson na noite de sexta (2).

Duplo homicídio

Eliandro Amaral da Silva, 19, conhecido como “Chocolate”, e Robson Cardoso Fagundes, 20, foram mortos a tiros às 23h de sexta (2), na avenida Marquês da Silveira, bairro Petrópolis. Dois homens em uma moto efetuaram os disparos de dentro de um carro e fugiram. O suspeito era Daniel Bindá, o “Rato”.

Grávida

Diana Lopes Corrêa, 30, foi assassinada com pelo menos seis tiros em frente à casa dela, na rua Manaus, bairro Terra Nova 3, Zona Norte, na noite deste domingo (4). Dois homens encapuzados chegaram ao local em um carro Citroen preto e atiraram na direção da cabeça da vítima, que estaria grávida de um mês. O motivo seria ou uma briga ocorrida em um bar entre a vítima e uma mulher conhecida como “Loira”. A polícia também desconfia do namorado de Diana, o “Bic”

‘Acidental’

A jovem Ana Lúcia Ribeiro dos Santos, 18, morreu na madrugada de domingo (4), às 00h30, depois de levar um tiro supostamente acidental no peito, durante uma festa de aniversário no bairro Cidade Nova, Zona Norte. O suspeito de efetuar o disparo é um homem identificado como Ricardo Morais, que seria amigo da vítima. O caso está sendo investigado.

Pai de santo

Na noite de sábado (3), o pai de santo Rafael da Silva Medeiros, 28, foi esfaqueado no pescoço por um homem identificado apenas como “Raizinho”. A vítima estava na casa de uma amiga, que também é do candomblé, e tentou apartar a briga entre a colega e a vizinha dela, que era evangélica. O filho da evangélica, “Raizinho”, embriagado e drogado, teria desferido os golpes para defender a mãe e depois fugido.