Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Sem opções, jovens improvisam local de lazer na Avenida das Torres, em Manaus

Moradores do entorno da via criaram espaços para a prática do futebol, vôlei, corrida e musculação. Ideia já reúne cerca de 30 pessoas todos os dias e populares cobram uma iniciativa do Poder Público

Ausência de um espaço para a prática esportiva incentivou jovens a se unirem para promover partidas na Avenida das Torres, em Manaus

Ausência de um espaço para a prática esportiva incentivou jovens a se unirem para promover partidas na Avenida das Torres, em Manaus (Márcio Silva)

Jovens que moram próximos à avenida Governador José Lindoso (das Torres), na Zona Norte de Manaus, encontraram no local uma opção para a prática esportiva. Utilizando rede de vôlei, barras de ferro para musculação, traves para partidas de futebol e muita disposição, eles adaptaram o espaço para conseguir se divertir de maneira saudável.

Segundo a fundadora da equipe de vôlei, Eryca Monteiro da Rocha, 22, meninos e meninas do conjunto Boas Novas não tinham opção de espaço e sempre utilizavam a rua ou terrenos vazios para praticar esporte. Observando que a área central da avenida não era aproveitada, ela, junto com o irmão Walter Rocha, 20, criou um grupo no WhatsApp onde uniu os amigos para realizarem atividades.

Apesar dos problemas, a ideia deu tão certo que a prática se tornou diária e reúne cerca de 30 jovens todos os dias. “Uma coisa que era só para amigos agora tem adolescentes das escolas próximas vindo participar”, disse Eryca. Também na avenida das Torres, quem deseja fazer exercício de musculação agora encontra algumas barras de ferro instaladas no meio fio.

Barras de ferro também servem para musculação e aquecimento de adeptos da corrida (Foto: Márcio Silva)

O recepcionista Roni Lemos Rolim, 30, que mora na área no conjunto há 10 anos conta que pelo menos duas vezes por semana corre no meio fio da avenida e dá uma passadinha pela academia improvisada para aquecer. Além do vôlei, da musculação e da corrida, o futebol também tem seu espaço garantido na avenida. Os moradores da área aprovam a iniciativa e acreditam que o poder público deveria olhar para o local e construir um espaço de lazer para os jovens.

Para o industriário Paulo Henrique Souza, 45, é muito bom ver os jovens tomando iniciativa de fazer algo positivo. “Eles estão longe das drogas e fazendo algo que só faz bem”, destacou o industriário.

Sem espaço adequado

A falta de um espaço adequado para a prática de esporte que abrigue todas as modalidades é a principal reclamação dos jovens. De acordo com Eryca, existe um campo de futebol no conjunto, mas fica muito distante, o que impede que muitas pessoas o utilizem. “Os jovens que gostam de praticar vôlei, queimada ou outro esporte não tem um espaço adequado”, lamentou.