Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

'Ainda tem juízes honestos', comemora Josildo dos Rodoviários

Nova liminar expedida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região reintegra direção do Sindicato dos Rodoviários que teve a saída determinada por outra liminar na última quinta-feira (8)

Sindicalistas comemoram o retorno da diretoria do Sindicato dos Rodoviários de Manaus

Sindicalistas comemoram o retorno da diretoria do Sindicato dos Rodoviários de Manaus (Divulgação)

Na noite deste domingo (11), uma decisão liminar (provisória) em mandado de segurança, concedida pela juíza plantonista do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT-AM), Dra. Ruth Barbosa Sampaio, reintegrou a diretoria do Sindicato dos Rodoviários, comandada pelo presidente Givancir Oliveira.

Givancir teve de deixar o cargo na última quinta-feira (8) por força de outra liminar, concedida pelo juiz do trabalho Dr. Jander Roosevelt Romano Tavares, da 2ª Vara Trabalhista, ante as denúncias de problemas na prestação de contas e de falta de transparência na sua gestão feitas por três sindicalistas. Eles também pediam a realização de uma eleição para escolher o novo presidente do sindicato.

O vice-presidente da instituição, Josildo Oliveira, comemorou em sua página pessoal: "A justiça acaba de ser feita, estamos de volta à direção do sindicato, eu tinha certeza que ainda tem muitos desembargadores e juízes honestos, que não atendem pedidos de ninguém, e julgam o que [é] justo, correto e, acima de tudo, que são íntegros".

Saída de Givancir causou revolta entre a classe

Na última quinta (8), quando a liminar que determinava a saída de Givancir Oliveira do cargo de presidente do Sindicato dos Rodoviários foi expedida, trabalhadores do transporte coletivo paralisaram as atividades no início da tarde, no Terminal da Matriz, área central de Manaus. A paralisação começou por volta das 12h e terminou por volta das 16h.

Na ocasião, o Sindicato dos Rodoviários informou que não estava à frente da ação e que a mesma foi tomada pelos próprios trabalhadores. “Os trabalhadores estão no comando e esperam uma ação reparatória de danos por parte do judiciário. O sindicato não tem nada a ver com a situação”, disse a assessoria sindical. 

Gestão controversa

O atual vice-presidente Josildo já presidiu o sindicato anteriormente e também teve sua gestão questionada pela Justiça. A diretoria que ele comandava fora afastada das respectivas funções em dezembro de 2011 por decisão proferida pela 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 11ª Região. O motivo do seu afastamento foi por suspeita de improbidade administrativa, falta de prestação de contas e enriquecimento ilícito. 

No entanto, no dia 23 de agosto de 2012, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu em favor do sindicalista. Na decisão, o ministro do TST Barros Levenhagen, citou entre outras coisas, correição parcial, equívoco no direcionamento e "inépcia da inicial" sobre o pedido que mantinha Josildo afastado do cargo.

*colaborou André Alves