Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Carros abandonados da Prefeitura vão à leilão, afirma Semsa

De acordo com o secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão, a maioria dos veículos tem mais de 10 anos de uso e não estão em condições de reforma

O terreno fica localizado na rua Arnaldo Carpinteiro Peres, bairro Petrópolis, na Zona Sul da capital

Sem condições de receber reformas da Prefeitura de Manaus, os mais de 30 veículos serão levados à leilão público (Márcio Silva)

Os carros da Prefeitura de Manaus, encontrados abandonados em um depósito improvisado dentro de um terreno particular na rua Arnaldo Carpinteiro Peres, Petrópolis, Zona Sul, serão transferidos para outro lugar até que o processo de leilão seja concluído. O secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão, esteve no local nesta sexta-feira (25) pela manhã para verificar a situação dos cerca de 30 veículos, a maior parte deles da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que estão parados há um ano e meio.

De acordo com o secretário a maioria dos veículos tem mais de 10 anos de uso e não estão em condições de serem recuperados. “Não é viável para a prefeitura gastar para reformar carros tão antigos, pois o custo e benefício é muito baixo”, disse Homero de Miranda Leão. O terreno onde os carros estão abandonados é alugado pela empresa Benayon prestadora serviço de manutenção de veículos para a Prefeitura.

Segundo o secretário de saúde, na visita foi possível constatar que nenhum dos carros pode ser recuperado e portanto, o destino é a alienação e o leilão, que ainda não tem data para ocorrer.

Homero ainda explicou que os carros não estão com nenhum tipo de incorreção administrativa e o grande problema da situação é o tempo que os carros passam parados até que sejam alienados e leiloados, mas esse é o procedimento seguido pela Prefeitura. “Vou pedir para que esse processo seja acelerado e que o leilão aconteça o quanto antes”, acrescentou o secretário de saúde.

Para minimizar o problema até que o leilão aconteça o secretário de saúde municipal informou que uma equipe busca outro local para os carros onde não haja o risco de acúmulo de água e proliferação do mosquito da dengue.

Durante visita ao terreno foi possível constatar que além da frota pertencente à Semsa, que é a maioria, há também carros da Guarda Metropolitana e outros sem identificação. Foi verificado que os veículos estão expostos ao sol e à chuva há bastante tempo, pois alguns deles apresentam ferrugem.

A moradora Elaise Souza de Pinho, 32, disse que nã há comentários sobre casos de dengue na área recentemente, porém, como os cuidados devem ser constantes é melhor que as autoridades retirem os carros.