Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Bairros do entorno da Arena da Amazônia são beneficiados

Obras de infraestrutura e serviços melhoram a vida dos moradores da área do entorno do palco dos jogos da Copa do Mundo, em Manaus

Arena da Amazõnia, em Manaus

A Arena da Amazõnia foi o palco, no sábado, do jogo entre Itália e Inglaterra (Divulgação)

A realização de jogos da Copa do Mundo em Manaus trouxe uma série de obras que já mudaram e melhoraram a vida dos moradores tanto do bairro Dom Pedro quanto do Alvorada, situados no quadrilátero da Arena da Amazônia. Os moradores destacaram asfaltamento, construção de calçadas, iluminação e transporte, mas criticaram o fato de no dia do jogo não haver instalação de banheiros químicos nas proximidades do grande palco do futebol. “Os ingleses, que chegaram aqui de manhã e ficaram até a hora do jogo, tiveram que fazer xixi na rua porque os banheiros existentes nos bares não davam para tanta gente”, disse o comerciante Roberto Bruno Sabelli, 48, morador do Alvorada há 47 anos.

Roberto disse que haviam quatro banheiros químicos, mas tão afastados um dos outro, que não fizeram diferença. “Os ingleses reclamaram porque foi desconfortável, mas eles consumiram bastante, foi bom para o comércio local”, afirmou ele, reivindicando essa providência no próximo jogo da Copa em Manaus, dia 18, entre as seleções de Camarões e Croácia. “É claro que não haverá mais os ingleses que gostam de cerveja, mas é preciso pensar nos que virão conhecer o local ou chegarão cedo para não correr risco de atrasar”, argumentou.

INFRAESTRUTURA

Maria Cleide Laborda, 45, moradora do Conjunto de Flores, no bairro do Alvorada, destacou as melhorias na área da iluminação, do asfaltamento de melhor qualidade, além da reconstrução das calçadas que estavam muito deteriorada. “Foi muito bom para o bairro de Alvorada, porque são obras que ficarão para os moradores e para quem quiser vir no bairro”, afirmou ele, mostrando por exemplo, que um dia após o jogo, não havia lixo nas imediações do estádio, o que é ponto positivo.

Outro morador e comerciante do bairro do Dom Pedro, Sandro Miyache, 35, não há como negar os investimentos na área de infraestrutura que são obras que melhoram a vida das pessoas. “É bom para nós a proximidade com a Arena da Amazônia porque outros eventos virão e nós temos que estar preparados para receber esse público que vai consumir nos restaurantes e bares”, disse ele, otimista com a promessa de que a Arena seja transformada num local para realização de eventos e espetáculos, já que o Amazonas não tem um futebol pujante, que consiga atrair torcedores para justificar a abertura do estádio construído para sediar jogos de seleções.