Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Residência de casal de idosos é ameaçada por obra da Seminf

Na tentativa de resolver um problema antigo na tubulação da rua Havana, no bairro Nova Cidade, a obra da Secretária tem deixado o casal aflito e preocupado. Defesa Civil Municipal orientou não utilização de lavandeira

 

Fundo da casa onde mora o casal de idosos fica na extremidade de um barranco e, quando chove, por falta de escoamento de tubulação, cômodos alagam

Fundo da casa onde mora o casal de idosos fica na extremidade de um barranco e, quando chove, por falta de escoamento de tubulação, cômodos alagam (Lucas Silva )

Uma obra realizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para desentupir a tubulação onde passa o esgoto da rua Havana, no bairro Nova Cidade, Zona Norte, tem deixado um casal de idosos preocupados com as várias rachaduras que apareceram na casa depois que a obra foi iniciada.

Segundo a filha do casal, Alcineia Oliveira, 40, a Defesa Civil Municipal esteve no local para verificar a situação e orientou que a área onde está instalada a lavanderia da residência não seja utilizada pela família.

A casa, que fica na extremidade de um barranco, está comprometida e tem deixado os pais de Alcineia sem dormir. No último domingo uma chuva forte fez com que todos os cômodos da casa fossem alagados.

De acordo com Alcineia Oliveira, o problema na tubulação não é recente e há pelo menos dez anos boa parte das casas da área são prejudicadas com os constantes alagamentos em decorrência da chuva.

Um engenheiro da Seminf responsável pela obra informou que o problema no local é antigo e ocorre por que a construtora que elaborou o projeto do conjunto fez uma ligação com menor capacidade de acúmulo das água, o que não permite a vazão completa no local.

Lixo

Segundo Alcineia uma outra complicação é a grande quantidade de lixo que é jogado pelos moradores próximo o bueiro, acarretando entupimento. “As coisas melhoraram quando mandamos instalar um cerca próximo à tubulação e as pessoas pararam de jogar lixo”, disse Alcineia.

Mudança

Alcineia explica que depois da visita da Defesa Civil Municipal, o engenheiro responsável pela obra da Seminf informou que em caso de interdição a família deveria mudar de casa, porém, essa medida não é aceita por que depois de comprada, a residência foi reformada. Segundo Alcineia, essa situação acarretaria novas despesas. “O que precisa ser feito é uma obra que resolva o problema de fato, não somente medidas paliativas”, acrescentou Alcineia.

Alternativa

Além disso, Alcineia explica que antes da troca de tubulação, o engenheiro da Seminf sugeriu que fosse feito apenas um caminho para que a água escoasse, mas os moradores questionaram e a medida encontrada foi desentupir a tubulação antiga. “Só abrir caminho para que a água escorresse não iria resolver o problema e causaria mais alagamentos”, disse Oliveira, a partir da situação vivenciada por ela e pelos demais moradores mais há dez anos no local.

Riscos

Nesta terça-feira pela manhã uma equipe da Seminf trabalhava no local, porém, a chuva atrapalhava o andamento da obra, uma vez que o barro encharcado apresentava riscos de possíveis deslizamentos.