Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Garçons e bartenders recebem certificados após curso de qualificação para o Mundial

Na manhã desta segunda-feira (19), 100 pessoas que se planejaram para obter algum proveito profissional e financeiro do evento da Fifa receberam certificados profissionalizantes no segmento de bares e restaurantes

Jucivaldo Plaheta, que vai trabalhar nos camarotes da Arena da Amazônia, foi um dos certificados nesta segunda (19)

Jucivaldo Plaheta, que vai trabalhar nos camarotes da Arena da Amazônia, foi um dos certificados nesta segunda (19) (Luiz Vasconcelos)

O segmento de bares e restaurantes de Manaus projeta crescimento de até 20% no faturamento com a Copa do Mundo. Nos dias de jogos na cidade, estima que esse número pode chegar a 40%. Para tanto, precisa contar com mão de obra qualificada para atender os turistas, que injetarão, segundo Ministério do Turismo, mais de R$ 315 milhões na capital amazonense.

Na manhã desta segunda-feira (19), 100 pessoas que se planejaram para obter algum proveito profissional e financeiro do evento da Fifa receberam certificados profissionalizantes com especificação em garçom e bartender.

Os dois cursos foram oferecidos gratuitamente pelo programa “Learning for life”, da gigante empresa de bebidas Diageo, em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Amazonas (Abrasel) e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). As turmas foram as primeiras do projeto em Manaus, mas novas serão abertas em agosto, de acordo com a presidente da Abrasel, Janete Fernandes.

“É uma oportunidade maravilhosa para os alunos e para o setor, que apresenta uma demanda muito grande e vai poder receber mão de obra qualificada. O curso possui uma carga horária significante de 100 horas de aulas práticas e 100 horas de teóricas, além de estágio nos restaurantes da Abrasel. A Diageo já fazia isso em outras cidades do mundo, mas foi a primeira vez em Manaus, como o resultado foi bastante positivo, vamos ter muitas outras turmas no futuro”, afirmou Janete, acrescentando que o setor de bares e restaurante espera faturar bem com a Copa, por conta dos jogos que serão realizados em Manaus.

Oportunidade

Jucivaldo Palheta foi um dos que não perderam a oportunidade de participar da primeira turma e, como resultado, conquistou um disputado lugar em um dos camarotes da Arena da Amazônia para ver os quatro jogos que Manaus sediará. “Estarei trabalhando como garçom para uma empresa, mas vai que dou sorte e consigo ver uns gols de um dos locais mais privilegiados?”, brincou.

Estudante de turismo, treinando inglês desde 2011, Jucivaldo disse que viu no curso uma forma de garantir experiência profissional durante o evento. “Vou ter experiência na Copa no meu currículo! Isso vai me abrir muitas portas no mercado”, disse confiante.

Afrânio Fernandes, 23, ainda não garantiu uma vaga em um dos camarotes da Arena, mas está otimista em conseguir. “No final do curso, a Diageo organizou uma série de entrevistas com empresas que compraram camarote na Arena para os jogos. Fui muito bem em todas elas e só estou esperando uma resposta, mas tenho certeza que será positiva”, disse.