Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Imóveis abandonados e terrenos baldios servem de esconderijo para criminosos em Manaus

Muitas pessoas, que andam próximo ao local, garantem que os imóveis abandonados no Centro da cidade são usados como esconderijo pelos 'infratores da lei'

Nesta casa, que não tem sequer portas, até preservativos usados foram encontrados espalhados pelo imóvel

Nesta casa, que não tem sequer portas, até preservativos usados foram encontrados espalhados pelo imóvel (Winnetou Almeida)

A situação de abandono de alguns imóveis do Centro da cidade preocupa muitas pessoas, principalmente mulheres, que andam pelas ruas daquela área. Relatos apontam que assaltantes e usuários de drogas se aproveitam da vulnerabilidade desses locais para usá-los como esconderijos.

A vendedora Fernanda Soares, 25, teme passar perto de terrenos baldios ou imóveis abandonados no Centro da cidade. Há dois anos ela teve o celular roubado quando ia do trabalho para a faculdade, no Centro.

“Foi por volta de 18h30, na rua Luiz Antony. O rapaz colocou um canivete na minha cintura e pediu o celular. Não tinha muita gente perto. Mas um senhor viu a ação e ainda falou pra mim que geralmente os assaltantes levam os objetos roubados para prédios ou terrenos abandonados perto dali e onde também se escondem”, contou.

A recepcionista Tamara Vinhole, 27, conta que para chegar até a parada de ônibus prefere seguir caminho por ruas movimentadas. “Saio às 18h30 do trabalho. Tenho medo de estar andando pela calçada e de repente sair algum assaltante ou usuário de droga de alguns desses imóveis esquisitos”, disse.

Na rua Visconde de Mauá, por exemplo, alguns imóveis abandonados até tiveram janelas e portas “fechadas” com tijolos para evitar a invasão de criminosos. Mas outros, não.

Num deles, que fica de frente para a rua Gabriel Salgado, é possível encontrar peças de roupas, cadeira e até mesmo preservativos usados. Em outro, também foi possível encontrar três pares de sandálias femininas, que pareciam ter sido deixadas há pouco tempo lá.

De acordo com o comandante da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), major César Andrade, o policiamento tem sido reforçado em áreas que possuem imóveis abandonados. Mas, segundo ele, a invasão desses espaços poderia ser evitado com a ocupação deles, por exemplo, com projetos privados ou públicos.

“Nossos policiais já conhecem os principais locais em que existem populações de moradores de rua e que costumam ocupar imóveis abandonados. Mesmo aqueles que ficam todos fechados acabam sendo invadidos”, comentou.