Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Lojistas esperam aumentar as vendas de produtos carnavalescos

As vendas de fantasias aumentam em 20% durante período de Carnaval. Comerciantes de Manaus esperam uma procura ainda maior desses itens até terça-feira (04)

Otimistas, os donos das lojas preveem aumento nas vendas deve girar de 20% a 30% até o final do Carnaval

Otimistas, os donos das lojas preveem aumento nas vendas deve girar de 20% a 30% até o final do Carnaval (Bruno Kelly)

Com a proximidade do Carnaval, a procura por fantasias, assim como por bebidas, aumentou nos últimos dias, segundo os empresários das lojas especializadas no segmento. Até terça-feira, eles esperam uma corrida ainda maior de clientes em busca desses itens.

Em relação às fantasias, a previsão é que as vendas aumentem em torno de 20%. No armarinho Manoela, localizado na rua Henrique Martins, Zona Centro-Sul, que oferece perucas, roupas, adereços, máscaras, a procura era tão intensa ontem que existia até uma fila para subir ao primeiro piso, onde estava a maioria dos itens de carnaval. A loja oferece fantasias que vão de R$ 77 a R$ 300 e acessórios a partir de R$ 3 para todos os tipos de clientes, inclusive peças infantis. Segundo Fátima Brito, proprietária do armarinho, é normal as pessoas deixarem as compras para em cima da hora.

Na loja Bandeirão, situada na rua João Valério, Vieiralves, também na Zona Centro-Sul, o aumento das vezes começou desde a segunda-feira. Com fantasias que custam de R$ 95 a R$ 300, os itens são para crianças e adultos, de acordo com Dodora Cavalcante, proprietária da loja. Ela confirma que em relação ao ano passado o aumento nas vendas deve girar de 20% a 30%, mas que somente poderá confirmar após a quarta-feira da semana que vem.

Para alguns consumidores, a reclamação maior é que os preços estão mais elevados do que os praticados em 2013. De acordo com a dona de casa, Sônia Regina Monteiro, que procurava uma fantasia para a filha ir a um baile, além dos preços maiores, a pouca opção é outra queixa. “Até me assustei com esses preços, mas ainda pior é que temos poucas opções de fantasias na cidade e acabamos ficando reféns e temos que compra de qualquer jeito”, reclamou.

Bebidas

Na distribuidora de bebidas Santa Claudia, as vendas aumentaram nos últimos dias. A expectativa é que fique maior até o último dia de carnaval, segundo a vendedora Eriane Carvalho. “As pessoas estão comprando muito, mas esse movimento deve aumentar ainda”, diz.

Mas, nem todos estão otimistas, o empresário José Oliveira, da Comercial que leva o seu nome, reclama que a alta dos preços e a concorrência fez com que as vendas caíssem. ”Antes ficávamos abertos até a noite, mas agora estamos fechando às 19h. A queda foi de mais de 50% se compararmos aos outros anos”, finalizou.