Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Moradores sofrem com a falta de ônibus na Zona Oeste de Manaus

Inconformados com a situação, usuários da linha 102, do bairro Vila da Prata, fizeram denúncia alegando espera de até duas horas em paradas de ônibus

Moradores denunciaram que somente três ônibus da linha 102 atendem o bairro

Moradores denunciaram que somente três ônibus da linha 102 atendem o bairro (Divulgação)

Os moradores da Vila da Prata, na Zona Oeste, denunciaram que somente três ônibus da linha 102 atendem o bairro e, por isso, elas têm ficado na parada por até duas horas esperando o transporte. “Há varias pessoas nos pontos, mas nenhum ônibus passa. A gente chega todos os dias atrasado no trabalho , na escola, e se quisermos chegar no horário, temos que andar até a avenida principal”, relatou a estudante de Direito Gabriela Lima, 18.

O presidente da Liga Esportiva da Comunidade, Paulo Sérgio Lindoso, 35, explicou que no bairro há um ponto final na rua Voluntários da Pátria cedido pela comunidade para garantir um transporte melhor. “Demos essa sala para eles fazerem de terminal improvisado, pois os trabalhadores não tinham onde ficar, e pensávamos que iria facilitar para nós, que assim os ônibus iam circular dentro do bairro, mas a sala vive fechada, sem ninguém”, afirmou.

A atendente Franciane Santos da Silva, de 21, ficou uma hora e meia esperando um ônibus para ir ao trabalho ontem. Ela disse que todos os dias o atraso se repete. “Na semana passada não consegui ir trabalhar, o transporte não passou no horário e se chego atrasada o meu chefe manda voltar, então é melhor não ir, hoje a empresa já avisou que vai descontar o dia de quem não for. Entendo que a empresa não tem culpa. Mas o trabalhador também não tem”, lamentou.

Já o pedreiro Danilo da Costa Silva, de 28 anos, ficou uma hora esperando no ponto, mas nenhum ônibus passou. Foi caminhando até o ponto final pensando que fosse encontrar ônibus, mas foi em vão. “Trabalho no Parque das Laranjeiras, Zona Norte, mas vou desistir. Não adianta chegar atrasado”, disse.

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) informou que para atender os moradores e iniciar a construção de terminais de bairro na cidade é imprescindível a participação da comunidade que pode indicar à secretaria uma área para acomodação dos coletivos e dos operadores das linhas. A SMTU não informou quantos ônibus devem operar na linha da Vila da Prata.