Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Moradores destacam o bom convívio com a vizinhança no bairro Petrópolis em Manaus

Habitantes do bairro de Petrópolis, Zona Sul de Manaus, ressaltam que a principal característica da comunidade é o espírito de acolhida

A praça recreativa do bairro de Petrópolis disponibiliza aos moradores área para caminhada e quadras de areia para a prática de esportes como futebol e voleibol

A praça recreativa do bairro de Petrópolis disponibiliza aos moradores área para caminhada e quadras de areia para a prática de esportes como futebol e voleibol (Evandro Seixas)

Petrópolis é um dos bairros mais populosos de Manaus e um dos que mais preserva o clima de boa convivência entre vizinhos na capital amazonense. Basta dar uma volta por suas ruas no final de semana para ver crianças brincando e adultos jogando futebol ou conversando na frente de casa.

É difícil pensar que um bairro com mais de 44 mil habitantes – dados do último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – ainda consiga manter tal característica, mas ela realmente envolve os moradores. Guilherme Nascimento, de 15 anos, vive lá desde que nasceu e não esconde de ninguém que as amizades que fez no local são as prediletas.

“Quando eu era criança, brincava muito na rua com meus vizinhos e viramos grandes amigos. Até hoje, nosso programa favorito é passear pela área e pela Praça Jardim Petrópolis. A convivência aqui é muito amistosa, todos se importam com você, é impossível não se sentir acolhido”, afirma o estudante.

Até quem não nasceu no bairro concorda. Roberto Costa, 48, por exemplo, mora lá há dez anos e sentiu também o mesmo carinho. “Tenho muitos amigos aqui, todos são muito unidos, é uma grande família. A coisa que mais gosto de fazer é jogar futebol com as pessoas que conheci aqui no final de semana”, disse.

Mas, como a maioria das coisas no mundo, o bairro também possui problemas. Mesmo gostando de morar e conviver com as pessoas do lugar, Roberto fica triste com o descuido da área. “O bairro está devagar, já foi um lugar muito bom, porém sofre atualmente com falta de manutenção e infraestrutura. Temos muitas quadras de areia, mas nenhuma possui banheiro por exemplo, e todas sofrem com falta de manutenção. Também sentimos falta de um posto saúde, de uma creche e até de caixas de banco mais perto. O bairro está muito esquecido”, reclama.

Para Guilherme, que gosta de passear pelo bairro, o maior problema é a falta de segurança. “Não tem muito policial andando por aqui, isso nos deixa inseguros. Precisamos de mais policiamento”, contou.

Vários órgãos de utilidade pública funcionam em Petrópolis, como as escolas estaduais Major Silva Coutinho, Tiradentes, Polícia Militar, professora Jacimar da Silva Gama. Além de centros educacionais Menino Jesus de Praga, Nossa Senhora de Fátima, Novo Mundo, escola Renascer e Instituto Batista Educacional Ester.