Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Operação lei seca: Blitze serão fixas em horários e locais estratégicos de Manaus

Segundo o Detran-AM, fiscalizações serão realizadas quando condutores estão saindo das festas. A rigidez para enquadrar quem comete o crime de embriaguez ao volante será intensificada para não deixar ninguém escapar impune

Agentes do Manaustrans também participaram da ação

De acordo com o Detran-AM, condutores abandonaram os veículos nas calçadas para evitar a blitz da Lei Seca e tiveram os carros removidos, no fim de semana (Winnetou Almeida)

As blitze da operação Lei Seca em Manaus serão permanentes e deflagradas em horários estratégicos, quando condutores deixam casas de show, bares e boates sob efeito de álcool, principalmente durante a madrugada. A rigidez para enquadrar quem comete o crime de embriaguez ao volante será intensificada para não deixar ninguém escapar impune.

A mudança de estratégia foi confirmada ontem, pelo diretor-presidente do Departamento de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Leonel Feitoza. A postura ganhou reforço com os resultados da blitz realizada no último final de semana, que bateu recorde no número de apreensões de veículos e de condutores dirigindo sob o efeito de álcool.

Feitoza explicou que reduzir os índices de acidentes fatais e também os com danos materiais é uma meta prioritária do órgão, que tem nas blitze o principal instrumento para ser alcançada.

Ele destacou que as ações continuarão sendo realizadas tanto no modelo itinerante, que atinge toda a cidade em determinado período de tempo, quanto no modelo fixo, feito em locais onde há grande concentração de pessoas consumindo bebidas alcoólicas. Informações sobre o dia, local e horário das blitzes não serão divulgadas não atrapalhar as ações e flagrar os condutores em situação irregular de surpresa.

Apesar da blitz do final semana ter números expressivos, o diretor avaliou que não são positivos. Feitoza ressaltou que os números são ruins porque mostram que os condutores ainda não se conscientizaram que a mistura de álcool e direção resulta em tragédia.

“Tivemos um recorde de carros apreendidos e de pessoas dirigindo bêbadas, mas isso é muito triste e não nos deixa felizes. Nosso grande sonho é fazer uma operação e não flagrar ninguém alcoolizado, porque nesse dia veremos que as pessoas entenderam o papel correto de dirigir sem consumir álcool e nosso objetivo terá sido alcançado”, disse.

As ações estão sendo realizadas pelo Detran-AM, mas em parceira com o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) e Polícia Militar. O diretor garante que o trabalho conjunto será mantido. “É o trabalho de uma parceria que começamos e que será mantida porque está dando resultado. Quem dirige sob o efeito de álcool precisa ter consciência que pode ser tanto a vítima de um acidente, quanto o causador de um acidente com vítima”, disse.

Durante o final de semana, vários condutores dormiram nos próprios carros para evitar o teste do bafômetro, na blitz fixa foi montada na avenida Ephigênio Salles, próximo ao All Night Pub. Outros condutores abandonaram os veículos sobre a calçada e na frente das garagens de moradores, para escapar da blitz.