Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Copa do Mundo: Inpa cobra R$ 79 por turista para passeio no Bosque da Ciência, em Manaus

Segundo o site do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), até ó último final de semana o passio custava R$ 5 por adulto. Valor atual é 1.480% maior que o preço normal, mas inclui guias, água e sorvete, até o dia 30 de junho

Bosque da Ciência

Roteiro especial de turismo científico elaborado pelo Inpa durante a Copa do Mundo, voltado para os turistas que vão visitar a capital, custa R$ 79 por pessoa (Arquivo AC/Antonio Menezes)

Além de comidas, táxis e aluguéis de imóveis com preços acima da média, a Copa do Mundo também vai aumentar em 1.480% o valor do turismo científico em Manaus. O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) cobrará dos turistas R$ 79 pelo passeio no Bosque da Ciência que, segundo o site da instituição, até ó último final de semana custava R$ 5 por adulto. O valor passou a vigorar ontem e vai valer até o dia 30 de junho.

O cupom do passeio, que só pode ser adquirido pelo site www.praquerumo.com.br, por meio de cartão de crédito, incluiu três diferenciais do que normalmente é oferecido aos moradores da cidade e turistas que visitam o Bosque da Ciência fora do período da Copa. O primeiro é que os turistas terão pesquisadores do Inpa como guias no circuito. “Teremos de oito a nove funcionário do Inpa trabalhando nesse projeto, que vai funcionar de domingo a domingo no período”, anunciou Tayke Monteiro, um dos co-fundadores do projeto “Praquerumo”, responsável pelo roteiro especial para a Copa.

Os outros dois aditivos para o passeio 1.480% mais caro são: direito a água durante a excursão e sorvetes com sabores regionais no final do passeio. “Além do próprio passeio, estão inclusas a participação de um guia qualificado, sorteio de uma obra do Inpa, que são livros produzidos pelo instituto, imagens regionais e também acesso a água e degustação de sorvetes regionais”, explicou Monteiro.

Pelo projeto serão duas excursões pela manhã e duas à tarde, com a duração de duas horas. Cada uma com 15 turistas, sendo que o valor de R$ 79 é individual.

Estrutura

O Bosque da Ciência, inaugurado em abril de 1995, é aberto ao público em geral e não cobra acesso a crianças abaixo de 10 anos (acompanhada pelos pais) e adultos acima de 60 anos. O espaço de aproximadamente 13 hectares oferece, dentro do perímetro urbano de Manaus, na Zona Leste, contato com um pedaço da floresta e da biodiversidade.

A iniciativa de oferecer o roteiro como atrativo aos turistas que circularão na cidade no período da Copa partiu de um projeto que envolve o Inpa, a organização Amazônia Socioambiental e uma empresa incubada dentro do Inpa chamada “Pra que Rumo”, que há sete meses funciona no ramo do empreendedorismo oferecendo, via Internet, roteiros de turismo científico no Estado.

De acordo com o cofundador do “Praquerumo”, Tayke Monteiro, os passeios só serão suspensos nos dias de jogos da Seleção Brasileira. O roteiro estará disponível ao público até mesmo nos dias em que as seleções estrangeiras irão entrar em campo na Arena da Amazônia. O “Praquerumo”, em seu site, também oferece outras opções de turismo científico no Estado.

De acordo com Tayke Monteiro, o acesso ao público que já frequenta o bosque pelo valor antigo não será suspenso durante o período do projeto de atendimento especial ao turista.

Alimentação ficou mais cara

Segundo informação divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na sexta-feira, a Copa do Mundo elevou o preço da alimentação fora de casa nas cidades-sede da competição onde já existe fluxo de turistas e pessoas trabalhando para a realização do evento.

Caso das refeições, lanches, bebidas e café da manhã feitos fora de casa. Os preços desses itens aceleraram, em média, segundo o IBGE, para 0,91% em maio, contra 0,57% em abril. Entre os itens, ficaram mais caros, em maio, a refeição (0,96%), o lanche (0,84%), os refrigerantes (1,29%) e o café da manhã (1,24%).

A alimentação fora de casa registrou, em maio, alta acumulada nos últimos 12 meses de 10,09%.

Iniciativa ganhou destaque

A iniciativa do Inpa, sem detalhar o aumento do valor do passeio no período da Copa, ganhou destaque no site do Ministério de Ciência e Tecnologia.

O passeio no Bosque da Ciência oferece aos visitantes contato com viveiro das ariranhas, aquário do peixe-boi-da-amazônia, à Casa da Ciência; à Ilha da Tanimbuca, que é uma área com riacho, quelônios e vegetação nativa). No Bosque, os turistas também terão contato com árvores centenárias da Amazônia; caminhada por trilha suspensa; e exposição indígena no Paiol da Cultura.

O Lago Amazônico, o lago dos quelônios da Amazônia, o viveiro dos jacarés e o tanque do peixe elétrico poraquê são outros atrativos do bosque.