Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Plataformas revitalizadas do Bus Rapid System recebem poucos usuários em Manaus

Com apenas três linhas operando, poucos usuários de transporte coletivo estão utilizando as 12 plataformas do BRS, inauguradas na terça-feira (12), na capital

Enquanto usuários do sistema convencional esperam nas paradas, plataforma do BRS na Noel Nutels estava vazia

Enquanto usuários do sistema convencional esperam nas paradas, plataforma do BRS na Noel Nutels estava vazia (Euzivaldo Queiroz)

Um dia depois de inauguradas as 12 plataformas do sistema Bus Rapid System ( BRS) que ainda faltavam serem reformadas, elas ainda pareciam fechadas ao público. É que poucas pessoas utilizam as plataformas, que ainda não estão recebendo todas as linhas de ônibus programadas para passar por elas.

Enquanto isso, usuários do transporte coletivo reclamam do desconforto em que precisam esperar pelos ônibus nas paradas tradicionais, que ficam lotadas, do outro lado da pista. É o que acontece nas avenidas Constantino Nery, na Zona Centro-Sul, e a Autaz Mirim, na Zona Leste. O comerciante Dario Litaff, 62, reclamou do dinheiro gasto para construir plataformas que não são utilizadas. “Como podem inaugurar o sistema se as primeiras plataformas ainda não funcionam?”.

Para a diarista Vanderlucia Silva do Nascimento, 39, que faz o trajeto do bairro Cidade de Deus para a Alvorada, o BRS seria útil se já estivesse em pleno funcionamento e, até mesmo as poucas linhas que operam no sistema seriam beneficiadas se houvesse fiscalização. “Como o motorista do carro pequeno sabe que não tem fiscalização, ele entra na pista que era para ser exclusiva”, relatou.

O aeroportuário Júlio Figueiredo da Costa, 25, cobrou melhorias nas pistas e paradas de ônibus ao longo das avenidas Max Teixera e Noel Nutels. “Essas paradas em que estamos não têm nem banco para sentar e nem cobertura para nos abrigarmos do sol”, finalizou Júlio.

Reforma

Na segunda-feira, a prefeitura inaugurou as 12 últimas plataformas do BRS reformadas neste ano. No total, 41 plataformas receberam melhoramentos nas avenidas Constantino Nery, Torquato Tapajós, Autaz Mirim, Noel Nutels e Max Teixeira.

Pelas plataformas da avenida Max Teixeira, por exemplo, vão passar as linhas 300, 448 e 640 até o Terminal de Integração 3 e, a partir do T3, apenas as linhas 448 e 640 seguem o itinerário até o Centro.

O diretor-presidente da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, informou em coletiva, no dia da inauguração, que o próximo passo a ser feito é a sinalização das faixas exclusivas e dos trechos que deverão ser compartilhados com outros veículos.