Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Preços altos de lanches devem surpreender torcedores em Aeroporto de Manaus

Torcedores de outros países e estados terão que pagar caro se quiserem fazer um lanche após o desembarque em Manaus, para a Copa do Mundo de 2014

Projeto do Terminal de Passageiros I do Aeroporto Eduardo Gomes

Projeto do Terminal de Passageiros I do Aeroporto Eduardo Gomes (Divulgação)

Quem vier de fora assistir a uma das partidas na Arena da Amazônia deve pagar caro. Segundo um levantamento feito no famoso site de viagens TripAdvisor, Manaus é a terceira cidade-sede mais cara desta Copa, ficando atrás apenas do Rio de Janeiro e de Fortaleza. A partir desta informação, o A CRÍTICA foi até o aeroporto internacional Eduardo Gomes conferir o primeiro contato que os turistas terão com a cidade no período dos jogos e encontrou preços bem salgados.

Quem quiser fazer um lanchinho logo após o voo, no aeroporto, vai ter que desembolsar, no mínimo, R$ 6 para tomar uma água pequena e comer um pacote de 50g de batata Ruffles. Agora, se a fome for maior, a pessoa poderá gastar até R$ 18,75 por um salgado (R$ 8,00), um refrigerante (R$ 4,00) e uma barra pequena de chocolate (R$ 6,75). Para uma família com dois filhos, esta segunda opção sairia a R$ 75.

A obra, ainda não concluída, oferece apenas quatro quiosques com alimentos no saguão principal: Waku Sese, Casa do Pão de Queijo, Glacial e Empada Brasil. Como todos trabalham com lanches, o local acaba “deixando na mão” quem desembarcar procurando uma refeição mais completa.

Em todos estes locais, a água mais “em conta” está na Casa do Pão de Queijo e na Empada Brasil: R$ 3,50 por uma garrafa de 500 ml. O salgado mais barato é a empada do Empada Brasil, que custa R$ 6,50.

A batata Ruflles é o produto com mais variações de preços no aeroporto. O mesmo pacote de 50g custa R$ 6,00 na Casa do Pão de Queijo e R$ 3,00 na Glacial. Além destes quiosques, o produto também é vendido na livraria Saraiva, por R$ 3,99, onde é também possível encontrar um pacote pequeno de cookies que custa R$ 3,99.

Além da Saraiva, a farmácia FlexFarma também vende alguns alimentos. Uma barra pequena com 24g de chocolate Talento custa R$ 2,50. Uma maior, com 100g, custa entre R$ 5,40 e R$ 6,75, dependendo do sabor.

Como é possível verificar na tabela, para economizar no lanchinho dentro do aeroporto de Manaus, o turista vai precisar pesquisar e não vai conseguir fazer a refeição completa apenas em um local. A boa notícia é que ele não vai precisar andar muito para fazer isso, já que só seis locais vendem itens alimentícios lá até agora.

Fora do aeroporto

De acordo com a pesquisa, durante um dia em Manaus, o viajante gastará cerca de R$ 704 com hospedagem, R$ 36,70 com táxi, R$ 66,70 com alimentação, R$ 390 com ingresso e R$ 22,40 com petiscos, totalizando R$ 1.235,47. Sem a hospedagem e o táxi, o preço cai para R$ 479,10. Ou seja, para uma família com dois filhos, a despesa seria de, no mínimo, R$ 2.672,77 por dia.

Para sair do aeroporto de táxi, o preço é tabelado: custa R$ 65,00 para a maioria dos lugares da capital, exceto Distrito e Zona Leste (R$ 82,00) e para o Distrito II, Puraquequara e Colônia Antônio Aleixo (R$ 105,00). Quem preferir alugar um carro vai encontrar diárias entre R$ 103 e R$ 460.