Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Depois de 40 anos de espera, Zona Leste de Manaus receberá bomba de distribuição de água

Instalação de bomba vai garantir a interligação das três etapas do bairro São José a estação do Programa de Águas para Manaus (Proama)

Rio Negro, no Amazonas, está em elevação desde o dia 12

O abastecimento do São José será feito com água captada no rio Amazonas (MICHAEL DANTAS)

Após mais de 40 anos de espera, a população da Zona Leste está vendo chegar ao fim o drama da falta de água nas torneiras. A instalação de uma bomba de distribuição, do Programa de Águas para Manaus (Proama), na segunda-feira (24), vai resolver definitivamente o problema da falta de água nesta zona da cidade. Após a instalação, os bairros São José I, II, III deixarão de ser abastecidos pela Ponta do Ismael e passarão a integrar a lista de bairros com abastecimento diário via Proama.

O prefeito Arthur Neto ressalta que a regularização do abastecimento de água é resultado da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus para acabar com o sofrimento de quem convive há anos com a falta de água.

“Posso dizer que o problema está praticamente resolvido na Zona Leste. Essa bomba veio do Sul do País e demorou a chegar. Quando instalada, vai abastecer os bairros de São José e acabar com isso definitivamente”, disse o prefeito.

Até o momento, 373 mil pessoas já foram beneficiadas desde o ano passado com o abastecimento de água regular, graças à parceria entre Prefeitura e Governo do Estado. O trabalho, nessa fase, é o de cadastrar 24 mil novas casas para a cobrança da tarifa. Todas possuem água regularmente e vão receber a instalação do hidrômetro para a medição do consumo.

O diretor-executivo do Consórcio, Sérgio Ramos Elias, que é também o coordenador da Unidade Gestora da Água, criada pela Prefeitura de Manaus, explica que são 20 equipes da concessionária de água fazendo a instalações de hidrômetros. “Até o final de março serão instalados sete mil novos hidrômetros e o restante deve ser instalado durante o mês de abril”.

Tarifa socialSérgio Elias destacou que após finalizar a fase de cadastramento dos consumidores da Zona Leste, deve ser aprovada na Câmara Municipal a lei que institui a nova Tarifa Social da Água, que irá beneficiar os inscritos no Programa Bolsa Família, do Governo Federal, e que possuam ligação de água hidromedrada, sem violação, adulteração ou fraude.

“Serão aproximadamente 121 mil pessoas beneficiadas com a nova tarifa social e, por determinação do prefeito, essa tarifa será de 0 a 15 metros cúbicos de consumo, enquanto pelo restante do Brasil é de 0 a 10 metros cúbicos”.