Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Dia das Mães: Floriculturas locais devem aumentar vendas

Comércio local de flores deve crescer nessa escala, em função das vendas para o Dia das Mães, dizem empresários do ramo

Para o Dia das Mães, arranjos de flores costumam ter boa demanda

Para o Dia das Mães, arranjos de flores costumam ter boa demanda (Arquivo-A CRÍTICA )

Com a proximidade do dos Dias das Mães, os empresários do segmento de floriculturas demonstram otimistas com a data, que é considerada, para o segmento, a segunda melhor em vendas, ficando atrás apenas do Dia Internacional da Mulher. Eles esperam lucrar até 50% mais do que no mesmo período em 2012.

Na opinião da Terezita Carvalho, sócia da Ita Flores e Decorações, Centro, a expectativa de crescimento nas vendas só não é mais expressiva por conta do aumento no frete das rosas internacionais.

“Devido a isso acabo tendo que encarecer um pouco o produto que acaba compensando nos seus diferenciais, que são a maior durabilidade, tamanho e cheiro”, explica a empresária, que trabalha com rosas vindas da Colômbia e Equador.

“Antes os filhos costumavam se reunir para dar um buquê, já hoje eles compram outros presentes, como passagens de avião ou levar para jantar, mas também dão um buquê para incrementar o presente”, ressalta Terezita, que já tem recebido muitas encomendas de empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) que se planejam com antecedência para agradar as suas colaboradoras.

Para o empresário, Amarildo Moraes de Souza, dona da Lírio do Campo, Centro, que chega a comercializar em média 400 dúzias de rosas nacionais para o Dia das Mães, a concorrência desleal também é outro fator que acaba atrapalhando as vendas no comércio. “Eles acabam barateando muito as flores e acaba quebrando a gente”, comenta.

De acordo com Adonias Viana, sócio da Floricultura Samambaia, Centro, apesar de esperar vendas 30% maiores do que a do ano passado, a mania dos consumidores de sempre deixar para última hora acaba surpreendendo o empresário, que chega a atender até tarde da noite no seu estabelecimento. “Sempre vem bastante gente querendo comprar no dia, principalmente as cestas de café da manhã e, como não tenho como atender a saída é improvisar mesmo e vender outras coisas como mudas ou até pelúcia”, ressalta.

Preço

Segundo os floristas, custando a partir de R$ 5 a unidade e, R$ 60 o buquê, a rosa é a preferida pelos filhos na hora de presentear.  Em seguida aparecem as outras flores, como hortência, violeta , margarida, por a partir de R$ 20, seguida pela orquídea, que custa em média R$80. Já as cestas de café da manhã também são uma boa pedida, que custam em torno de R$ 150, mas precisam ser encomendadas com antecedência.