Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Após protestos de moradores, Prefeitura de Manaus inicia obras de pontes sobre igarapé

Duas pontes no bairro Santa Etelvina, Zona Norte, estavam com as estruturas comprometidas e prejudicavam a vida dos moradores

Sem transporte público, moradores dessa parte de Santa Etelvina usam ponte de madeira para chegar ao ponto de ônibus

Sem transporte público, moradores dessa parte de Santa Etelvina usam ponte de madeira para chegar ao ponto de ônibus (Luiz Vasconcelos)

Após diversos protestos dos moradores do bairro Santa Etelvina, Zona Norte, pela reconstrução da ponte sobre o igarapé da Bolívia, na avenida Tereza D’Ávila, que estava interditada há mais de três anos, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) iniciou a reforma da ponte, que agora será de concreto. Outra ponte com a estrutura comprometida, na rua Penetração, também será reformada após a conclusão dos serviços da primeira.

Nas duas, segundo os moradores, os motoristas de ônibus que passam pelo bairro, começaram a fazer rotas alternativas devido a falta de segurança nelas. A estudante Cristina Monteiro, 16, relatou que diariamente precisa passar pela ponte sobre o igarapé da Bolívia, na rua da Penetração, e o local é uma constante ameaça a segurança dos condutores e pedestres. “Apenas carros pequenos e motos passam por ela, mesmo assim tenho medo. Quando vejo algum vindo, eu apresso o passo. E como os ônibus não passam mais por aqui eu preciso sair, com duas ou três horas de antecedência pra conseguir chegar no Centro. E em dias de chuva a situação piora, pois o igarapé transborda”, disse.

O aposentado Silveira Oliveira da Silva, 59, mora há 15 anos na avenida Tereza D’Ávila, contou que após o desabamento da ponte, a vida dos moradores complicou bastante. “Durante esses três anos ficamos praticamente isolados. Fizemos uma pequena ponte de madeira, mesmo assim a vida estava difícil, fora a quantidade de assaltos. E agora que a prefeitura nos ouviu, as coisas vão melhorar”, avaliou o morador.

Complexo recebe Dia Mundial da Saúde

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e o Serviço Social do Comércio (Sesc) realizaram neste domingo (06), no complexo turístico da Ponta Negra, na Zona Oeste, o Dia Mundial da Saúde e da Atividade Física. O tema foi “Viver com saúde é uma grande vitória”. O evento idealizado pelo Ministério da Saúde ocorreu simultaneamente nas 12 cidades que sediarão os jogos da Copa do Mundo.

Em um palco montado no calçadão da segunda etapa da Ponta Negra, centenas de pessoas participaram das atividades. Todas voltadas para o bem-estar e a prática esportiva. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, esse é um dia de disseminar a conscientização sobre a importância da prática da atividade física para se manter saudável.

Evandro destacou que a programação deverá ainda se estender para os bairros da capital em breve. “Aqui nós estamos estimulando as pessoas sobre a importância da pratica da atividade física, que não só melhora a qualidade de vida, mas prolonga a vida mantendo a qualidade. Essa é uma ideia que vamos levar para os bairros”, disse.

O diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque acredita que o Dia Mundial da Saúde e da Atividade Física será sempre celebrado. “Nós queremos que nossa ideia seja disseminada e que a população manauara não pratique a atividade física só no dia mundial e sim, todos os dias”, pediu.