Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Após 10 meses de reforma, usuários de transporte coletivo recebem o novo T4, em Manaus

O terminal de integração 4 (T4), localizado na Zona Leste de Manaus, foi reaberto para atender à população que ainda enfrenta longa espera por ônibus

Terminal de Integração 4, na Zona Leste, teve as plataformas reformadas e as vias recapeadas e foi reaberto para atender aos usuários do transporte público

Terminal de Integração 4, na Zona Leste, teve as plataformas reformadas e as vias recapeadas e foi reaberto para atender aos usuários do transporte público (Luiz Vasconcelos)

Depois de dez meses de reforma, o terminal de integração 4 (T4), localizado na avenida Camapuã, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, foi reaberto para atender à população. Enquanto para algumas pessoas a reforma foi bastante positiva, outros usuários lembram que o velho problema de demora do transporte coletivo permanece.

Segundo a merendeira Joana Silva de Lima, 49, a reforma deixou o lugar melhor, pois antes qualquer chuva deixava o terminal intransitável, devido às goteiras, e os ônibus precisavam desviar dos diversos buracos da pista. Porém, mesmo com as melhorias estruturais a merendeira diz que algumas linhas de ônibus continuam demorando mais de 1h para passar.

O terminal possui quatro plataformas, pelas quais operam em média 170 ônibus de 25 linhas, com o embarque e desembarque diário de cerca de 28 mil usuários do transporte coletivo.

Sujeira

Outro problema apresentado pelos usuários e ambulantes que trabalham no T4 é a quantidade de lixo jogado nas plataformas e calçadas menos de 24 horas após a reabertura.

Para o ambulante João Evangelista de Menezes, 68, que há cinco anos trabalha no terminal, é inaceitável a quantidade de lixo jogado no chão pela própria população . “Nós tentamos zelar pelo espaço que trabalhamos varrendo, mas as pessoas também precisam ajudar”, disse o ambulante.

De acordo com João, mesmo com a equipe de limpeza passando pelo local várias vezes durante o dia, muitos ainda insistem em jogar garrafas, papéis e outros objetos no chão do terminal. A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informou que 30 lixeiras foram instaladas em todo o terminal.

Para o marceneiro Pedro Fialho, 38, as pessoas acabam jogando lixo no chão porque as lixeiras são distantes umas da outras. Mas para o ambulante João Evangelista, isso não é “desculpa”. “Em casa ninguém joga lixo na sala porque a lixeira está na cozinha, então o mesmo deveria acontecer nos locais utilizados por todos”, acrescentou o ambulante.

Ambulantes

Os ambulantes que atuam no T4 devem ser retirados do local após a inauguração shopping popular que vai abrigar os camelôs do Centro e do T4. O Centro de Comércio Popular (CPP) da Zona Leste, que recebeu o nome “Shopping T4” abrigará 761 camelôs, num complexo que terá amplo estacionamento e praça com pista de caminhada e quadras esportivas. Ele será erguido ao custo de R$ 34 milhões, no terreno onde funcionava o antigo balneário da “Companhia”, no bairro Jorge Teixeira, em frente ao T4.

Para o ambulante João Evangelista, a mudança deve ser positiva, pois no shopping popular cada vendedor terá um espaço determinado, deixando o local mais organizado.