Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Um dia após operação conjunta da Manaustrans, caos volta às ruas do Centro de Manaus

Infrações combatidas em operação conjunta com órgãos estaduais voltaram a ser cometidas na Manaus Moderna sem nenhuma intervenção de agentes de trânsito

Filas duplas - e até triplas - em estacionamento eram comuns, ontem, um dia após uma grande operação conjunta na área

Filas duplas - e até triplas - em estacionamento eram comuns, ontem, um dia após uma grande operação conjunta na área (Bruno Kelly)

Um dia após a Prefeitura de Manaus realizar uma grande operação conjunta com órgãos estaduais para organizar o trânsito na avenida Lourenço Braga, trecho da Manaus Moderna, a bagunça voltou a tomar conta da área.

A fiscalização que, segundo informações do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), seria permanente não teve continuidade e os condutores aproveitaram para cometer livremente as infrações de sempre.

Na tarde desta quarta-feira (07), por exemplo, tudo estava como se a operação não tivesse acontecido. Estacionamento em local proibido, fila dupla de carros e caminhões, e até tripla em determinados momentos, ocuparam a avenida desde a feira da Banana até a rua dos Barés, nas proximidades do mercado municipal Adolpho Lisboa, sem a presença de nenhum agente de trânsito.

O mesmo ocorreu no último dia 25, quando a prefeitura realizou uma operação no local e apenas 20 minutos depois que os agentes de trânsito deixaram a área, a desordem reapareceu. “Isso é conversa para boi dormir. O Manaustrans faz operações que não têm efeito prolongado. Eles multam naquele momento e aparecem nos jornais como se fossem resolver o problema, mas sempre vão embora e a bagunça continua. Enquanto não tiver um trabalho verdadeiramente permanente na Manaus Moderna, a bagunça no trânsito nunca vai melhorar”, disse o vendedor Fernando Angelin, 31.

Durante a operação realizada na terça-feira, o Manaustrans multou 235 condutores e removeu oito veículos com apoio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM). Segundo o comerciante Agnaldo Tapajós, 58, a desordem na Manaus Moderna acontece porque existem pessoas que se beneficiam com ela. “É evidente que não vai melhorar porque tem muita gente que explora o estacionamento, carga e descarga na avenida e ganha muito dinheiro com isso. Em que lugar do mundo é aceitável cobrar R$ 30 de você só porque parou em via pública para descarregar mercadoria? Tenho orgulho da minha cidade e quero falar bem dela, mas a Manaus Moderna é terra de ninguém”, desabafou.

Agravante

A situação piora com a ação de carregadores que exercem a função dupla de flanelinhas. Eles disputam os carros que se aproximam e induzem condutores a cometer as infrações. Os flanelinhas chegam a gritar para que o condutor estacione em fila dupla alegando que não tem problema e que nada vai acontecer. “Todo mundo faz isso e ninguém está matando ou roubando. A gente fala para colocar o carro aí, mas ninguém é obrigado a fazer isso. O carro é da pessoa e ela estaciona errado porque quer”, disse um flanelinha que não quis se identificar. Ele fez a declaração após ser questionado sobre a atitude de incentivar a infração do condutor de um carro modelo Saveiro que levava um fogão para um barco. Ele estacionou em fila tripla causando estreitamento da via e lentidão para quem passava pelo local.